Brasileiro de Enduro FIM terá primeira etapa em Itupeva no terceiro final de semana de março - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: Brasileiro de Enduro FIM terá primeira etapa em Itupeva no terceiro final de semana de março

01/03/2018

Brasileiro de Enduro FIM terá primeira etapa em Itupeva no terceiro final de semana de março



O Brasileiro de Enduro FIM aquece os motores das motocicletas para a temporada 2018. E a primeira das sete etapas será em Itupeva, no terceiro final de semana do mês de março - nos dias 17 e 18, no Serra Azul. Estarão em jogo os títulos de 11 categorias: E1, E2, E3, EJúnior, E35, E40, E45, E50, ELight, EAmador e EFeminina (definida em quatro etapas). Os pilotos da elite do motociclismo também estarão de olho na taça da Enduro GP, que premia o piloto mais rápido da competição. A Enduro GP engloba os competidores das categorias E1, E2, E3 e EJúnior.

A etapa será desenhada pelo experiente Fábio Campos, piloto e diretor da Sacramento Motorsports, que conhece como ninguém as trilhas da região. O evento ainda conta com o projeto “Enduro para Todos”, que busca proporcionar aos pilotos com menos experiência a emoção de participar de uma competição de alto nível. As inscrições para a etapa já estão abertas pelo site - brasileirodeenduro.esp.br/inscricao .

“A cada ano, o Brasileiro de Enduro FIM conquista mais reconhecimento no segmento off-road”, afirmou Maurício Brandão, diretor da modalidade na Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). “Além de profissionalismo e dedicação por parte dos organizadores, o campeonato apresenta equipes de ponta e muita competitividade. Desta forma, conquista novos adeptos por onde passa”, continuou.

Outra constatação importante do crescimento da modalidade foi a inédita oitava colocação da seleção Brasileira no International Six Days Enduro 2017, realizado na França. “O Enduro FIM possui muito potencial para atrair novos patrocinadores e apoiadores, e o mercado tem dado sinais positivos. O nosso objetivo principal sempre é impulsionar a evolução da modalidade no Brasil”, concluiu Brandão.