É do Peama! Cristian Ribera fecha em 6º os 15km do esqui cross-country na Paralímpiada - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: É do Peama! Cristian Ribera fecha em 6º os 15km do esqui cross-country na Paralímpiada

10/03/2018

É do Peama! Cristian Ribera fecha em 6º os 15km do esqui cross-country na Paralímpiada



O atleta do Peama-Jundiaí, Cristian Ribera conquistou um resultado que pode ser considerado histórico para o esporte brasileiro. Ele ficou a pouco mais de um minuto de ser o primeiro esportista do país a conquistar uma medalha nos Jogos Paralímpicos de Inverno. Neste domingo, em PyeonChang, na Coreia do Sul (noite de sábado, no Brasil), ele terminou em sexto lugar a prova de 15km do esqui cross-country. Ele fechou a prova com o tempo de 43min47seg5. 


A vitória ficou com Maksym Yarovyi, da Ucrânia, com Daniel Cnossen, dos Estados Unidos ficando com a prata (42min20seg7) e Sin Eui Hyn, da Coreia do Sul com a medalha de bronze (42min28seg9). Zheng Peng, da China, terminou em quarto lugar (42min44seg7) e Collin Cameron, do Canadá, fechou em quinto (43min40seg9).


Nos primeiros quatro quilômetros da prova, Cristian ocupou o quarto lugar geral. Ele caiu para 5º no quilometro 6, e chegou a ficar em 7º no quilometro 7, quando começou uma prova de recuperação, e fechando a prova em sexto lugar, a 2min18seg6, do vencedor o ucraniano Maksym Yarovyi. A prova reuniu 29 competidores.


O sexto lugar de Cristian Ribera se constitui no melhor resultado do esporte brasileiro em uma prova dos Jogos Paralímpicos de Inverno. É apenas a segunda participação do Brasil na Paralímpiada de Inverno, sendo que a melhor colocação foi o 20º lugar de Fernando Aranha na prova de sprint do esqui cross-country.


Cristian Ribera, de apenas 15 anos, foi o 1º brasileiro a competir nos Jogos Paralímpicos de Inverno, que ocorrem em PyeonChang, na Coreia do Sul. Ele foi o competidor mais jovem desta edição da Paralímpiada. Cristian nasceu com artrogripose – doença congênita das articulações das extremidades – e, em busca de tratamento, mudou-se de Rondônia para Jundiaí, sendo atleta do Peama. Aos 15 anos, já passou por 21 cirurgias para a correção das pernas e hoje, além do esqui cross-country, também faz natação, atletismo e anda de skate. Cristian ainda participará das provas de sprint (1,1km), os 7,5km e o revezamento misto 4 por 2,5km, ao lado da paranaense Aline Rocha, que está em 2ª edição de Jogos Paralímpicos de Inverno.


Fotos: Transmissão do Comitê Paralímpico Internacional