#Itupeva - Tenistas itupevenses embarcam para os Jogos Nacionais das Olimpíadas Especiais - Esporte Jundiaí

20/04/2018

#Itupeva - Tenistas itupevenses embarcam para os Jogos Nacionais das Olimpíadas Especiais


Três tenistas que fazem parte do PEPT – Projeto Esporte Para Todos Itupeva embarcaram nesta sexta-feira (20) para Suzano, para disputa nos Jogos Nacionais das Olimpíadas Especiais. A competição segue até domingo (22).

Os itupevenses Sineone Arruda de Souza, Adilson Nascimento da Silva e Mateus Gabriel, atletas do PEPT com deficiência intelectual, além de Gustavo Borros Paz, parceiro sem deficiência que joga em dupla com Mateus, chegam para o evento já classificados para os Jogos Mundiais, que serão disputados nos Emirados Árabes em 2019, e participam desta competição apenas como treinamento. A conquista das vagas foi no ano passado, na etapa São Paulo, em que os atletas se destacaram.

Além do tênis, também já estão classificadas para o Mundial as modalidades de basquete unificado, G.R., judô, águas abertas unificadas e voleibol de praia unificado. Já para atletas selecionados nos Jogos Estaduais de sete estados nas modalidades de atletismo, bocha, futsal unificado, natação e tênis de mesa, a competição deste final de semana vai definir os classificados para completar a Delegação Brasileira para a disputa nos Emirados Árabes.

O PEPT – Projeto Esporte Para Todos conta com cerca de 100 alunos inscritos nas modalidades de atletismo, natação, tênis, bocha e ciclismo, e a professora Jane Bergantim, criadora e à frente do projeto na Prefeitura de Itupeva, conta com o auxílio da também professora Alessandra Gilioli e do estagiário Gustavo Rodrigues, em aulas que são realizadas no Parque da Cidade, na academia Kim Tênis e no S.B.R.I. Alguns desses alunos participam de competições e já tiveram várias conquistas.

Olimpíadas Especiais – A Special Olympics é um movimento global sem fins econômicos, que por meio de treinamento esportivo e competições de qualidade melhora a vida de pessoas com diferentes capacidades intelectuais e, consequentemente, a vida de todas as pessoas que as cercam. Conta com mais de 5 milhões de atletas com deficiência intelectual em 22 modalidades esportivas em 180 países.