#AVoz – Milton Leite será o narrador da final da Copa do Mundo de 2018 em canal fechado - Esporte Jundiaí

16/05/2018

#AVoz – Milton Leite será o narrador da final da Copa do Mundo de 2018 em canal fechado



Jundiaiense de coração e torcedor do Paulista, Milton Leite será o narrador do Sportv na decisão da Copa do Mundo de 2018, que ocorrerá na Rússia entre 14 de junho e 15 de julho. A informação é do site UOL – na página UOL Esporte vê TV. Milton Leite será um dos quatro narradores do canal pago, que estarão trabalhando na Rússia. Na decisão, Milton estará ao lado dos comentaristas Muricy Ramalho e Maurício Noriega.

3ª final de Copa
Está será a 3ª final de Copa do Mundo que Milton Leite irá narrar. A 1ª foi em 1998, na Espn Brasil, quando narrou a derrota do Brasil para a França por 3 a 0. Doze anos depois, já no Canal Campeão ele foi o responsável por narrar a 1ª conquista da Espanha, ao bater na decisão a Holanda por 1 a 0 – na prorrogação.

Jundiaí no coração
Milton Leite tem 59 anos, e apesar de ter nascido na capital paulista, se considera um jundiaiense. Em todas as entrevistas ele diz que torce para o Paulista, conforme disse em entrevista ao Bolívia Talk Show, do Canal Desimpedidos, em fevereiro. “Eu torço para o Paulista de Jundiaí. Eu fui para Jundiaí, eu era adolescente, tinha 14 para 15 anos. Comecei minha carreira lá em Jundiaí, em uma rádio como repórter de campo, acompanhando treinos do Paulista. Então eu tenho uma ligação muito forte com o Paulista de Jundiaí”, contou.

Começou a sua carreira em 1978, na Terra da Uva, trabalhando nos mais diversos veículos da cidade, entre eles a Rádio Difusora de Jundiaí, Jornal da Cidade e Jornal de Jundiaí. Depois foi para a capital paulista para trabalhar no jornal o Estado de São Paulo e na rádio Jovem Pan, como apresentador do Show da Manhã.

Foi na Jovem Pan, que ele começou a carreira como narrador, quando o grupo teve a TV Jovem Pan. Suas narrações chamaram atenção na Espn Brasil, quando foi contratado em 1995 para ser narrador titular. Milton Leite em 2005 se transferiu para o Grupo Globo, trabalhando especialmente no SporTv, com algumas narrações na TV Globo até hoje. Milton lançou seu primeiro livro em 2010, às vésperas do início da Copa do Mundo. A obra recebe o título de "As melhores seleções brasileiras de todos os tempos". Seu segundo livro, pela mesma editora, a Contexto, foi "Os 11 maiores centroavantes do futebol brasileiro".

Por conta do seu trabalho no jornalismo esportivo, começando em Jundiaí e ajudando no crescimento do futsal da cidade, em 2013 ele foi homenageado pela Liga Jundiaiense de Futsal, recebendo o troféu Sidney Mazzoni.