#Handebol – Título da Taça Paulistana mostra o trabalho de anos (no plural) em Jundiaí - Esporte Jundiaí

25/05/2018

#Handebol – Título da Taça Paulistana mostra o trabalho de anos (no plural) em Jundiaí



Na semana passada, a categoria juvenil de handebol feminino do Time Jundiaí conquistou o título da Taça Paulistana – que faz parte deste ano do Super Paulistão, ao bater o Pinheiros, um velho rival em finais. A conquista com vitória por 34 a 33, em São Paulo, após a prorrogação colocou para fora o grito de campeão de atletas e comissão técnica que há anos trabalham juntas, mas simboliza o trabalho que é feito na cidade com o handebol feminino, com um projeto de longa duração com o objetivo de formar atletas, que no futuro sejam campeãs.


Maria Eduarda Teixeira e Nathalia Regina há nove anos estão atuando no handebol jundiaiense. Para Nathalia, camisa 10 do Time Jundiaí a conquista foi um alívio, já que nas três decisões anteriores com o Pinheiros, no juvenil, foram três derrotas. “Foi um alívio, um desabafo poder gritar é campeão. E na casa do adversário”, contou a jogadora, que por conta de uma lesão no joelho, não atuou na decisão e acompanhou a partida na arquibancada. “Foi uma sensação ruim, ver seu time em quadra e querendo ajudar, mas tendo que ficar ali fora apenas torcendo, mas querendo ajudar. Foi muito difícil”, contou a atleta.


Sensação diferente teve Maria Eduarda Teixeira, que esteve dentro de quadra na decisão. “Foi um pouco mais fácil. O começo do jogo foi difícil. Mas a gente foi entrando na partida, até porque temos um grande time. E o jogo ficou no emocional e tivemos força desta vez”, disse a atleta. “Nas vezes anteriores a gente tinha tanta vontade, que as vezes chegava atrapalhar e a gente sentia a pressão”, lembrou a atleta sobre as vezes anteriores, onde teve a chance de bater o Pinheiros, mas ficou com o vice.


Nada de amolecer
Com o título da Taça Paulistana, o Time Jundiaí já tem vaga assegurada no Final Four do Super Paulistão. Maria Eduarda e Nathalia agora querem uma conquista diante da torcida, Mesmo desejo da treinadora Edlady Oliveira. “Falta um título diante da nossa torcida, que comparece em todos os jogos e está sempre presente, ajudando a empurrar as meninas”, afirmou a treinadora.


Para Edlady a conquista simboliza o trabalho que é feito na modalidade, em Jundiaí, “Essa conquista simboliza o trabalho que é feito. As meninas conquistaram o título agora, passaram no mirim e no infantil com vezes positivas e as vezes perdeu uma final, mas que mostrava que tinha um trabalho para elas, já que a gente forma atletas para atuar no adulto. Elas tiveram experiência de finais, pois é um trabalho de longo prazo. Do grupo do ano passado, todas estavam aqui, exceto a Amanda que chegou este ano. A Milene Rodrigues, por exemplo, está aqui no seu terceiro ano”, lembrou a treinadora.


Próximos objetivos: conquistar mais títulos
A conquista vai ajudar na autoestima da equipe, já que a própria treinadora alertava que o grupo sofria às vezes com o psicológico. Mas agora o alerta é para a conquista da Taça Paulistana não ser o único troféu da equipe na temporada e sim ter a ambição de mais conquistas. “Quando começamos o primeiro treino após o título, que a Taça Paulistana acabou e agora focar nos Joguinhos”, disse a treinadora.

Sobre os Jogos Abertos da Juventude, que começam no sábado, em Franca, a competição tem outra pegada. “São jogos diários e sem descanso, onde tem que jogar com inteligência, pois podem encontrar variáveis diferentes”, disse. Para Edlady, o Time Jundiaí terá duas rivais na disputa pelo título e que disputam com alta qualidade os torneios da Federação Paulista – São Bernardo e São José. “Mas as equipes do litoral são sempre rápidas e atuam bem”, alertou.


Sem descanso para competições
E as meninas do Time Jundiaí não terão descanso. Após os Joguinhos, a equipe irá até São Bernardo do Campo disputar de 15 a 17 de junho, o zonal do Campeonato Brasileiro, onde apenas a melhor equipe deste zonal conquista vaga na fase nacional. Os adversários serão Pinheiros, Católica de São Bernardo e Desportiva de Juiz de Fora. E boa parte do grupo do juvenil estará ainda representando Jundiaí nos Jogos Regionais na primeira quinzena do mês de julho.