Header AD

20 de julho de 2018

#Futebol – O novo camisa 10 do São Paulo é um jundiaiense: Nene assume o número neste sábado



Um jundiaiense será o novo dono da camisa 10 do São Paulo. O meia Nene, nascido na cidade e revelado no Paulita, herdou o número que pertencia ao peruano Cueva, negociado com o Krasnodar, da Rússia. O anúncio foi feito na conta oficial do clube tricolor no Twitter, na noite desta sexta-feira, um dia antes do clássico contra do Corinthians, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.
No vídeo divulgado, o jogador aparece em frente a um computador modificando a sua camisa no site da Adidas, nova fornecedora de material esportivo do São Paulo. le fará a estreia da nova numeração no Majestoso deste sábado, na preseça da torcida são-paulina no Morumbi – mais de 52 mil ingressos já foram vendidos.

Grandes 10 da história do São Paulo
Desde 1948, o São Paulo usa seu uniforme com numeração. A primeira vez foi contra o Torino-ITA (empate por 2 a 2). O primeiro a vestir o número foi Remo. Na década de 50, na conquista do Campeonato Paulista de 1957, Dino Sani usava a camisa 10 até a chegada de outro grande craque: Zizinho, veterano consagrado que também fez história no clube. Até mesmo Canhoteiro usou o número em alguns jogos entre 1954 e 1961.

Mas o 10 começou a ganhar peso a partir dos anos 70, com a chegada de Gerson. Ele usou o número, no ano que encerrou a fila de títulos do time com a conquista do Paulista de 1970 e o repeteco em 1971. Quando Gerson não jogava, o 10 era Pedro Rocha, que praticamente se eternizou com essa camisa no São Paulo, a ostentando até 1977. No primeiro titulo brasileiro do clube, Neca, Teodoro e até o zagueiro Darío Pereyra usaram a 10 (aliás esse último usou nas fases finais e no jogo do título).

Nos anos 80, a camisa 10 foi usada por Mário Sergio Ponte de Paiva, Falcão e Pitta – que comandou o time dos Menudos. Em 90, novamente a 10 teve um grande destaque, com o Terror do Morumbi – Raí. Ele assumiu a camisa ainda em 1988 e consagrou uma era com esse número no início dos anos 90, vencendo inúmeros títulos – especialmente duas Libertadores e um Mundial. No terceiro mundial e também na terceira Libertadores, que usou a 10 do São Paulo foi Danilo. Tempos mais recentes, Hernanes usou a 10 do São Paulo.

E em Jundiaí
Na carreira, Nene foi camisa 10 como mais destaque no PSG da França (chegando a irritar Ibrahimovic, por não deixar o sueco no começo da passagem dele no clube parisiense ser o 10), no Al-Gharafa do Catar e no Vasco da Gama. No São Paulo, Nene estava vestindo a camisa 7. No Paulista (na época) chamando Etti Jundiaí, Nenê usou com mais frequência dois números: a 11 e a 18 (este número sendo o que ele usou no Rio-SP de 2002), já que Marcinho era o camisa 10 do Galo nas conquistas da Série C do Brasileirão e da 2ª divisão do Paulistão de 2001, e na participação do time jundiaiense no Rio-SP de 2002.

#Futebol – O novo camisa 10 do São Paulo é um jundiaiense: Nene assume o número neste sábado #Futebol – O novo camisa 10 do São Paulo é um jundiaiense: Nene assume o número neste sábado Reviewed by Thiago Batista on 23:39 Rating: 5