#Futebol – Presidente do Fusion pede desculpas pelo ato que cometeu em jogo da Série B de Várzea - Esporte Jundiaí Pular para o conteúdo principal

#Futebol – Presidente do Fusion pede desculpas pelo ato que cometeu em jogo da Série B de Várzea


Atualizado às 15h25

O jogo da Série B do Campeonato Amador de Várzea Paulista de forma lamentável. A partida foi encerrada pela equipe de arbitragem, em virtude de um ato racista, praticado por um dirigente da equipe do Fusion no jogo contra o Leopardo, neste domingo. Assim que o fato ocorreu, a equipe de arbitragem suspendeu a partida aos 12 minutos do segundo tempo. Detalhe: o Fusion vencia o jogo por 2 a 1. E após o jogo, o presidente Antônio Marcos da Silva, o Marquinho, conversou com a reportagem do Esporte Jundiaí, e admitiu o ato que ocorreu, disse estar com a consciência pesada e está arrependido pelo que fez.

Presidente do Fusion pede desculpas e diz o que ocorreu na sua visão
“Sou presidente do Fusion, aconteceu um fato que estou com a consciência pesada até agora. Não sou um cara racista. Minha mãe é negra. Meu irmão é negro e metade do nosso time é da raça negra. Eu respeito cada um deles, preto, branco, vermelho é tudo igual. O meu erro é ter chamado o juiz de negro safado. Ele nem ouviu em um primeiro momento, mas o técnico do Leopardo fez maior pressão, e diz ter gravado um vídeo. Eu fiquei bravo, porque o atleta do Leopardo deu uma voadora no nosso atacante na pura maldade e o juiz não deu nada, nosso time parou, inclusive o nosso goleiro e o árbitro deu o gol. Para mim aquilo foi inaceitável e perdi a cabeça sim. Não fui para cima do juiz, comecei a gritar do banco de reservas. O fato que o árbitro nem escutou, mas fizeram um muteira. A gente da Segunda Divisão não é valorizada, não temos patrocínio, temos dificuldade de ter um uniforme novo, e até mesmo remédio para algo essencial em um primeiro atendimento. Se o goleiro do Leopardo quebra o nosso atacante, como fica – sendo que ele acabou de ser pai”, relatou o presidente.

Antônio Marcos da Silva com sua mãe e sua irmã, que são da raça negra
“Perdi a cabeça sim, reconheço sim o meu erro. Depois fui ao árbitro, e olhar no olho dele e pedir desculpas. Estão falando abobrinha que o juiz chorou e etc, mas estão querendo inventar coisas. Eu sei que vou ser punido, estou ciente disso, mas estão querendo me colocar como monstro, mas não sou monstro. A gente não é perfeito. Estava de cabeça quente e fiz besteira sim. Fui ao árbitro não apenas pedir desculpas e sim pedir perdão”, completou.
 
Antônio Marcos com amigos
O lado do Leopardo
Antes, o Esporte Jundiaí conversou com Tedão, treinador do Leopardo, relatou o que ocorreu na sua visão. “Coisa muito feia, no esporte, que não deve acontecer. A gente jogava contra o Fusion, na Marajó, com o presidente do Fusion. Foi depois de um lance de falta na visão dele, mas todo mundo viu que não foi lance para pênalti, ele começou a xingar o juiz e a arbitragem de macaco e invadiu o campo e foi segurado pois estava partido para cima do juiz, com dois jogadores e um treinador o segurando, e ele chamando ele de macaco o tempo todo.  O pessoal da torcida ficou inconformado que o presidente do Fusion estava falando. Assim, o juiz parou o jogo, se reuniu o jogo depois e decidiu encerrar a partida aos 12 minutos do segundo tempo”, disse.


Tedão nesta segunda-feira em contato com a reportagem do Esporte Jundiaí disse que tem a filmagem do jogo, e alega que o foi bandeira que ouviu tudo, e que avisou a equipe de arbitragem. "Quando ouvi as ofensas não vi de imediato que era do Marquinhos só depois que vi que era ele, porém o bandeira escutou muito bem e disse que isso não podia acontecer. Quando filmei dá pra ouvir bem a torcida revoltada com o que estava acontecendo. É não foi por pressão nossa não que os nossos jogadores se resolveram depois do bandeira confirmar a injúria racial. Só consegui filmar quando ele já estava sendo retirado de campo porque o celular estava na bolsa, mas tem bastante testemunha", contou o treinador do Leopardo nesta segunda-feira. 

Definição do caso deve ocorrer nesta segunda-feira
Segundo o Esporte Jundiaí apurou junto a Unidade de Gestão de Esporte e Lazer da Prefeitura de Várzea Paulista, o caso será analisado nesta segunda-feira, quando se tomará conhecimento da súmula, o que pode resultar até na eliminação do clube dos próximos dois anos do futebol amador varzino, podendo retornar a jogar apenas em 2021 na 3ª divisão (Série C).


Matérias mais populares da semana

1º jogo da final do Amador de Jundiaí será no Jayme Cintra

A decisão da Série A do Campeonato Amador será no estádio Jayme Cintra. O primeiro jogo entre Ponte Preta e Estrela será no domingo (10), às 9h da manhã. A série em melhor de dois jogos terá sua finalização no dia 24 de novembro, ainda com local a ser definido.  A confirmação foi parte da Liga Jundiaiense a reportagem do Jornal de Jundiaí, na tarde desta quinta-feira (7). O presidente do Paulista, Rogério Levada, também confirmou. A entrada para o jogo será gratuita.  Nesta década, nenhuma partida da decisão do Campeonato Amador ocorreu na ‘casa do Galo’. Todos os dois jogos da decisão, desde 2011, foram no Dal Santo, conhecida como a ‘casa do Amador’.

Entulho no Dal Santo adia decisão da Série B do Amador de Jundiaí

O acumulo de entulho no entorno do campo do centro esportivo Francisco Dal Santo fez por adiar a primeira partida da decisão da Série B do Amador de Jundiaí entre Império Vila Ana e Vila Comercial. O anuncio do adiamento foi realizado na noite de sexta-feira.

Obras estão sendo realizadas no centro esportivo da Vila Rami, e o material que está no local pode ser usado como ‘arma’ caso ocorra algum tipo de distúrbio ou confusão no local. O Esporte Jundiaí constatou a sujeira na manhã de sexta-feira (8), conforme as fotos. O jogo será no domingo (10), às 13h. A Liga ainda não divulgou a nova data da primeira partida.






Foto: Thiago Batista

Piscina do Bolão recebe Festival e Torneio Guaruzão no domingo

Mais de 550 crianças entre seis e 14 anos devem participar da próxima edição do Festival e Troneio Guaruzão de natação. O evento será realizado neste domingo (10), a partir das 8h, na piscina do Bolão, e faz parte da programação da 6ª edição dos Festivais Time Jundiaí 2019.
Entre as crianças participantes, 250 integram o Time Jundiaí de Natação da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer e outros mais de 300 são alunos de academias e clubes de Jundiaí e outros Municípios, como Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Cabreúva e Santana de Parnaíba.
Nas categorias pré-mirim, mirim, petiz e infantil serão disputadas provas nas modalidades crawl e costas. Na primeira modalidade, todos os participantes receberão medalhas de participação. Já na modalidade costas, serão premiados os três primeiros melhores de cada categoria.
Durante o evento, os participantes são convidados a aderir à campanha “Esporte Solidário” de arrecadação de alimentos não perecíveis (exceto sal e açúcar) para destinação ao Fun…

Gestor de esportes de Várzea Paulista cutuca outras cidades

Em entrevista ao site oficial da Prefeitura de Várzea Paulista, Tiago Silso das Neves, gestor da Unidade Gestora de Esporte e Lazer falou sobre o Campeonato Amador de Várzea Paulista, que na sua visão ultrapassou outras cidades da região.
“Pra nós é um sentimento muito gratificante, ver esse resultado ser coroado, poder trazer o árbitro Fifa, de nível internacional. A região inteira não tem o que temos hoje em Várzea Paulista no futebol amador, a cidade se tornou referência, passamos outros municípios que tem investimentos muito maiores que os nossos. Graças ao nosso trabalho sério deu neste sucesso”, declarou.
Luiz Antonio de Oliveira, mais conhecido como Cobrinha, esteve presente no jogo. Um dos mais respeitados repórteres esportivos da região e especialista sobre futebol amador comentou: “De maneira geral, sou suspeito para falar porque acompanho o futebol de Várzea desde 1955. É um dos campeonatos mais organizados da região”, disse ao site da Prefeitura de Várzea Paulista.
Foto: Sit…

Série A - Jundiaí: Ingro faz dois e Ponte larga na frente na decisão

A Ponte Preta da Agapeama venceu o Estrela por 2 a 1 no primeiro jogo da decisão da Série A do Campeonato Amador, neste domingo (10), no estádio Jayme Cintra. O destaque da partida foi Ingro autor de dois gols para a Macaca.
O brilho do atacante começou aparecer aos 8 minutos de jogo, quando fez o 1º gol da decisão. Aos 35 minutos, o Estrela empatou com gol de pênalti anotado por Bruninho. Mas quatro minutos depois, Ingro novamente apareceu, e marcou o segundo da Ponte. No segundo tempo, os dois times buscaram o gol, mas as defesas foram mais eficientes.
A decisão está recheada de ex-jogadores do Paulista. Pelo lado da equipe da Agapeama, além de Ingro, participaram Fábio Gomes, Mamadeira e Branquinho. No time da Ponte São João tem Marcelo Vilela, Marcinho e Fábio Vidal.
A segunda partida da decisão será no dia 24 (dia 17 não haverá rodada, em virtude do feriado prolongado). O local da finalíssima ainda não foi definido pela Liga Jundiaiense de Futebol. A Ponte pode até perder por um go…