#Paulista – Capitão pega dois jogos de suspensão. Clube leva multa por causa de rojões - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: #Paulista – Capitão pega dois jogos de suspensão. Clube leva multa por causa de rojões

03/07/2018

#Paulista – Capitão pega dois jogos de suspensão. Clube leva multa por causa de rojões



O Paulista esteve nesta segunda-feira presente em dois processos na ata do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo, por conta de dois atos que ocorreram no confronto contra o Guarulhos-GRU. O volante e capitão Magno foi julgado e pegou apenas dois jogos de suspensão – corria risco de pegar 12 partidas. E o clube levou multa de apenas R$ 100 – poderia levar R$ 100mil, em virtude de atos cometidos por alguns torcedores.

Caso Magno
Na derrota para o Guarulhos-GRU por 2 a 0), o capitão Magno foi expulso de maneira direita, na reta final da partida. Segundo o árbitro Cleber Luís Paulino escreveu na súmula, o atleta foi expulso “por atingir com uma cusparada o braço direito de seu adversário de n° 08 Sr Bruno Rafael Silva Santos, quando a partida estava paralisada”. Ele foi enquadrado no artigo 254-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – “Cuspir em outrem”, e poderia pegar doze jogos de suspensão. Mas o departamento jurídico do Paulista conseguiu convencer os auditores a não pegar um ganho pesado, e ele levou dois jogos de suspensão. Como já cumprir um jogo de suspensão (na derrota para o Flamengo de Guarulhos), Magno ficará de fora na estreia da segunda fase, caso o Paulista conquiste a classificação. Neste domingo, Magno irá cumprir suspensão já que contra o São José, recebeu o terceiro cartão amarelo, e assim não enfrenta o Atlético de Mogi no domingo.

Caso rojões
Na mesma partida, segundo o árbitro Cleber Luís Paulino informou na súmulade ato que ocorreu no vestiário do time visitante e praticado por torcedores do Galo: “Informo que após o termino da partida o fiscal de apoio (FPF) o senhor Edson Correia Primo portador do RG:144732427, foi ao vestiário da equipe de arbitragem e comunicou que presenciou torcedores da equipe do Paulista F.C. Ltda soltando rojões próximo ao vestiário da equipe visitante. Fato esse que não foi presenciado pela equipe de arbitragem”. O clube seria julgado artigo 191-I (“de obrigação legal”) - entre R$ 100 a R$ 100.000, com fixação de prazo para cumprimento da obrigação, mas no fim, o Paulista foi julgado no artigo 213-I (“Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir - — desordens em sua praça de desporto) e poderia sofrer multa de R$ 100 a R$ 100mil, e se fosse considerado de elevada gravidade, o clube poderia perder até mando de 10 partidas. Mas os julgadores do TJD deram a pena mínima, e o clube levou apenas multa de R$ 100.