#ForçaCaetano – Treinador do Paulista vai passar por cateterismo antes de jogo decisivo - Esporte Jundiaí

13/08/2018

#ForçaCaetano – Treinador do Paulista vai passar por cateterismo antes de jogo decisivo



O técnico do Paulista Sérgio Caetano vai passar por um cateterismo ainda nesta semana. A informação mais atualizada, segundo o Portal Jornal de Jundiaí, é que o treinador deverá passar pelo procedimento entre terça e quinta-feira. Caetano comandou o treino do Paulista nesta segunda-feira de forma normal. Alguns jogadores do atual elenco do Tricolor ficaram surpresos ao saberem via imprensa que o treinador pode passar pelo procedimento – Adilson Freddo por volta das 20h, colocou a informação em sua página no Facebook.

Ao Portal JJ, o treinador disse que sentiu incômodos no peito, e após passar por um exame – o qual acusou uma anomalia. “Não passei mal, não me senti mal, só estava sentindo algumas dores”, disse o treinador. Existe uma dúvida sobre o dia do cateterismo – o exame está marcado para quinta-feira, em São José do Rio Preto, cidade próxima à Mirassol, onde o técnico tem família. O clube, entretanto, deseja que o treinador faça o exame o mais rápido possível, e em Jundiaí, para evitar os 386 km de deslocamento até Rio Preto.

Apesar do otimismo de algumas pessoas no clube, ainda não pode se afirmar que Sérgio Caetano vai dirigir o Paulista no sábado, contra o Bandeirante, em Birigui, pela última rodada da segunda da 4ª divisão do Paulistão. O jogo está marcado para às 15h. O Paulista precisa vencer e torcer por um tropeço do Itapirense contra o Comercial, em Ribeirão Preto, para conquistar a classificação.

Cateterismo
O cateterismo trata-se de um exame para detectar a existência, localização e gravidade de obstruções nas artérias do coração, alterações no funcionamento das válvulas e do músculo cardíaco e defeitos congênitos. Em mais de 80% das vezes, ele é indicado para o diagnóstico da doença arterial coronaria (angina e o infarto) por ser essa a mais frequente. Entretanto, indica-se o cateterismo também para o diagnóstico das doenças das válvulas (como estenoses e insuficiências mitral e aórtica), músculo cardiaco (miocardiopatias) e doenças congênitas (defeitos no desenvolvimento do coração).

Alguns medicamentos precisam ser suspensos antes do procedimento, como anticoagulantes (dois a cinco dias, dependendo do tipo) e hipoglicemiantes com metformina em sua composição (dois dias). Pessoas com alteração da função renal precisam ser hidratadas algumas horas antes, dependendo da indicação médica. No dia, é preciso chegar com 1 hora de antecedência e estar em jejum entre quatro e seis horas. Realizado o cateterismo, o paciente permanence em observação no hospital de 2 a 6 horas. Deverá evitar esforços nos próximos dois dias, principalmente com o membro por onde foi realizado o exame. É recomendado a ingestão de líquidos para ajudar a eliminação do contraste pelo organismo e alimentar-se normalmente. O aparecimento de dor ou hematomas nos dias seguintes ao exame devem ser comunicados ao médico.

Os riscos do cateterismo
Os efeitos adversos que podem ocorrer comumente são: arritmia cardíaca, reações alérgicas devido ao uso do contraste iodado, insuficiência renal, sangramento no local de inserção do cateter; e lesões nos vasos sanguíneos, porém pouco frequentes. De acordo com os dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia Intervencionista, infarto do miocárdio e acidente vascular encefálico podem ocorrer, porém com chance inferior a 0,1%.

Com informações do Portal JJ e Revista Exame