#Fut – Ex-preparador físico do Galo quer melhora do Coritiba no 2º turno da Série B - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: #Fut – Ex-preparador físico do Galo quer melhora do Coritiba no 2º turno da Série B

06/08/2018

#Fut – Ex-preparador físico do Galo quer melhora do Coritiba no 2º turno da Série B



Na última rodada do primeiro turno da Série B, o Coritiba acabou sendo presa fácil para o Fortaleza, no Castelão, e acabou sendo derrotado pelo placar de 2 a 1. Oitavo colocado na tabela após 19 partidas, o Coxa desejou muito a desejar quando atuou fora de casa na primeira metade do certame, postura esta, que na concepção do técnico Eduardo Baptista (ex-preparador físico do Paulista – esteve na conquista da Copa Paulista de 2011) precisa ser revista.

Insatisfeito com o volume de jogo do time alviverde, que só veio agredir de fato o rival após sofrer os dois gols, o comandante do Coritiba salientou a importância de todos estarem no mesmo nível de concentração. “Primeiro é uma mudança de comportamtento. Você faz um jogo aqui (em Fortaleza) de 20 minutos de sonho, mas passa 70 minutos sofrendo. Então a gente tem que estar atento nisso e observando jogadores que dão resposta”.

Eduardo Baptista ainda pontuou sobre a entrada de Rodrigo Ramos na lateral-direita, o jogador foi substituto imediato de Leandro Silva, machucado, e sofreu bastante com as descidas de Marcinho no seu setor. “Temos que ressaltar o Rodrigo, em um lado muito complicado, mais uma partida do Romércio, uma partida boa do Rafael (Lima, zagueiro) e esse é perfil que a gente quer. De quebrar, de dividida, de tocar na hora que tem para tocar, mas chutão na hora do chutão. A bola estava no nosso domínio, por uma escolha ou uma demora, a gente acaba sofrendo. Vamos fazer uma avaliação dos jogos, olhar os itens e ver aquelas peças que precisamos ajustar para dar uma resposta à torcida”.

O treinador ainda destacou a necessidade dos jogadores assimilarem a importância do combate direto na marcação, impedindo assim as construções de jogadas ofensivas dos adversários. “A Série B é muito do confronto, claro que a gente cobra criatividade, mas é ganhar no confronto da primeira e da segunda bola. Depois que tiver brigando e ganhando os confrontos, a gente pensa em criação. Agora não dá nem para falar em criação, quando se perde em duelos e ter a bola”. O Coritiba volta a campo na próxima sexta-feira (10), às 21h30 (de Brasília), recebe o penúltimo colocado Sampaio Corrêa, no Couto Pereira.