#Futsal – Ala Cabreúva e vice com o Atlântico da Taça Brasil de futsal - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: #Futsal – Ala Cabreúva e vice com o Atlântico da Taça Brasil de futsal

13/08/2018

#Futsal – Ala Cabreúva e vice com o Atlântico da Taça Brasil de futsal



O Pato Branco é o novo campeão da Taça Brasil de clubes de futsal. Neste domingo, a equipe paranaense venceu o Atlântico Erechim, na prorrogação, por 4 a 2, na casa do rival, para conquistar o título inédito em sua história. A façanha veio com a presença do goleiro-linha em quadra, que fez a diferença quando o time estava em desvantagem de 2 a 1 no tempo extra e com a necessidade de vencer para ser campeão. Cabreúva, atleta do Atlântico Erechim, foi nome importante do jogo, apesar do seu time ter perdido o jogo.

O jogador nascido em Jundiaí (apesar do apelido) acertou a trave com quatro minutos de jogo, quando o placar estava 0 a 0. O tempo regulamentar terminou 1 a 1. Na prorrogação, o Atlântico Erechim carregou a vantagem do empate por ter melhor campanha na primeira fase. No entanto, o time foi atrás do resultado e conseguiu um belo gol logo no começo do primeiro tempo extra. Cabreúva cruzou e Jé acertou um voleio para fazer 2 a 1.

Atrás no placar, o Pato colocou em quadra Robério como goleiro-linha. A pressão deu certo. Ainda no primeiro tempo extra, Well empatou e esquentou de vez os cinco minutos finais da decisão do título. No segundo tempo extra, o Pato Futsal teve uma grande chance com menos de 30 segundos de jogo, mas Cabreúva salvou. Com a necessidade de vencer, o time apostou em Baron como goleiro-linha no lugar de Robério. E funcionou. Rapidamente, Baron encontrou Robério dentro da área para virar.

O Pato  passou a ser o dono do jogo. Em uma grande troca de passes, Dudu aumentou a vantagem para 4 a 2 a três minutos do fim, somando o placar do tempo normal e da prorrogação. O Atlântico Erechim, então, precisou correr atrás de dois gols e colocou Cabreúva como goleiro-linha. Mas não teve a eficiência do rival.