#Jundiaí - Inglês na Cesta estimula o aprendizado do idioma em escola - Esporte Jundiaí

05/09/2018

#Jundiaí - Inglês na Cesta estimula o aprendizado do idioma em escola


A Unidade de Gestão de Esporte e Lazer de Jundiaí em parceria com a Unidade de Gestão de Educação dá início ao projeto‘Inglês na Cesta, integrante do Programa Escola Inovadora. A escola a receber o projeto-piloto é a escola Melânia Fortarel, no Bairro do Poste, que tem por objetivo fomentar o ensino da língua inglesa a partir do esporte em ambiente contextualizado de imersão, facilitando o aprendizado. A ação é inédita na rede municipal, direcionada a alunos de 8 anos e 10 anos.

“A união da Educação Física com as aulas de Inglês é uma forma diferente e inédita na rede pública municipal de ensinar a língua estrangeira. O projeto foi elaborado em parceria com a Educação para que a metodologia usada em sala de aula também seja empregada em quadra. As crianças estão adorando a iniciativa, que facilita a aprendizagem, já que as palavras são assimiladas pelas ações. Ainda desperta o interesse em conhecer mais sobre a modalidade, que é característica americana”, comenta o gestor da Unidade de Esportes de Jundiaí, Luiz Trientini.

De acordo com a diretora da unidade Silmaira Beraldo, a integração das aulas tem despertado maior interesse dos alunos. “A imersão proporcionada pela vivência dos estudantes os aproxima da realidade de um outro país, com informações também sobre cultura, enriquecendo e agregando conhecimentos”, analisa. As aulas são ministradas semanalmente para as três salas que fazem parte do projeto (5º ano e 3º ano).

Para Lucas Carbonari Ronso, a novidade chama a atenção. “Eu já conhecia o basquete por ter brincado fora da escola. As aulas em inglês são interessantes pois conseguimos entender mais rapidamente o que significam as palavras. O professor primeiro fala em inglês e depois traduz, para que a gente entenda e aprenda”, conta.

Já Ana Clara Leite de Souza visualiza mais oportunidades. “Sempre gostei de inglês. Agora, com as aulas na quadra, também descobri que o basquete é um esporte que me identifico. Me interessei muito e estou buscando mais informações sobre a modalidade americana. Deu vontade de acompanhar os jogos”, explica.