Header AD

7 de dezembro de 2018

Árbitro de Jundiaí “rouba” a cena na despedida do Falcão



Na noite da última quinta-feira, Falcão encerrou oficialmente a sua carreira como jogador profissional de futsal. E foi em uma grande partida - o Sorocaba venceu o Corinthians por 5 a 3, no tempo regulamentar da 2ª partida da decisão da Liga Paulista, mas o 0 a 0 no tempo extra (já que o 1º jogo terminou com vitória corintiana), decretou o bicampeonato paulista para o Corinthians, em pleno Parque São Jorge (título da melhor campanha). Mas a conquista teve além do Rei Falcão, um outro personagem - o árbitro Felipe Ventura. Ele que mora em Jundiaí, teve que apitar os 38 minutos finais regulares e os 10 minutos da prorrogação, devido a uma lesão do árbitro Emerson Fernandes Rorato com menos de dois minutos de jogo.

A lesão de Rorato fez o jogo parar 1h15min, já que Ventura não estava no ginásio do Parque São Jorge - estava em um evento da Federação Paulista de Futsal para o lançamento do Paulistão 2019.  O árbitro Emerson Fernandes Rorato sentiu uma entorse no joelho após o pivô Douglas Nunes, do Corinthians, cair sobre suas pernas. Segundo as regras do futsal, o cronometrista do jogo deveria assumir como árbitro substituto, mas isso não foi feito.



O presidente da Liga Paulista, Laércio Graça, e os gestores de Sorocaba e Corinthians entraram em um acordo para aguardar a chegada de um novo árbitro ao ginásio Wlamir Marques, no Parque São Jorge.

Felipe Ventura saiu do Centro de São Paulo rumo ao bairro do Tatuapé, aonde fica o Corinthians. O trajeto todo teria 10km e previsão de deslocamento de 25 minutos. Mas demorou muito mais que isso: foram quase 75 minutos de jogo interrompido. “Estava no evento da Federação no Centro e fiquei sabendo. Demorei com o trânsito, mas pretendo fazer um bom jogo. O árbitro sempre deve estar preparado e vamos fazer um excelente jogo. Vamos conversar com os capitães para recomeçarmos o jogo”, explicou em entrevista ao SporTV, que transmitia o jogo ao vivo.

“Em 25 anos de carreira profissional eu nunca vi isso. Deixou para ser no meu último dia para ter mais uma história para contar. Triste pelo árbitro, vimos o lance bem complicado. Triste também pela falha. Não pode ter uma falha dessas. Não se pode parar um jogo por quase uma hora, com esse ginásio lotado. Mas falando dessa situação especifica, foi algo inédito na minha carreira”, pontuou o craque Falcão, que se despediu das quadras nesta quinta-feira.

O jogo
Sorocaba precisava vencer no tempo normal para forçar a prorrogação. No primeiro jogo, em terra sorocabana vitória do Corinthians por 7 a 3. O Timão dono da melhor campanha da primeira fase e que poderia até perder no tempo normal, que um empate na prorrogação lhe daria o título.

Com gols de Leandro Lino (duas vezes), Falcão, Rodrigo e Eder Lima, o Sorocaba venceu por 5 a 3, levando a decisão para a prorrogação. Caio, Vander Carioca e Wilde descontaram para o Corinthians. No tempo extra, o Corinthians segurou o empate e comemorou o 12º título estadual da sua história.

Fotos: Imagem extraída do Sportv.com / Magnus Futsal Sorocaba
Árbitro de Jundiaí “rouba” a cena na despedida do Falcão Árbitro de Jundiaí “rouba” a cena na despedida do Falcão Reviewed by Thiago Batista on dezembro 07, 2018 Rating: 5