08/09/18 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: 08/09/18

08/09/2018

#Futebol – Presidente do Paulista diz que parceria com libaneses não deve ocorrer



O Paulista não deverá firmar uma parceria com um grupo de libaneses, com que havia começado as tratativas em maio. A reportagem do Esporte Jundiaí conversou nesta sexta-feira com o presidente Pepe Verdugo, antes do jogo do Galo contra o Itararé. Segundo Verdugo, o grupo gostaria de firmar uma parceria, tendo 100% de controle sobre o futebol, o que não é aceito pela atual diretoria do clube, o que praticamente descarta qualquer possibilidade de negócio.

Em 19 de maio, o radialista Adilson Freddo trouxe a informação na Rádio Difusora que o clube está em vias de fechar uma parceria com um grupo estrangeiro. O grupo é a Kah Sports, tem licença na Confederação Brasileira de Futebol para atuação (está no site da CBF, em lista publicada em 16 de abril de 2018). Desde 2017 estão operando no futebol brasileiro com jogadores jovens, em clubes grandes do Brasil, nas categorias sub-11, 13, 15 e 17 – casos de Palmeiras, Atlético Mineiro, Santos, São Paulo e Cruzeiro. Nesta sexta-feira representantes da Kah Sports colocaram um post em uma rede social, que acompanhando a partida do Paulista no Jayme Cintra.  Em julho, a mesma página na rede social postou fotos de integrantes do grupo assistindo jogos do Palmeiras e o clássico São Paulo e Corinthians no Morumbi.



A Kah Sports em 2 de maio, se tornou patrocinador da Portuguesa, nas categorias de base, estampando a sua marca na camisa, conforme postagem na própria página do grupo no Facebook.

Categorias de base
Sobre as categorias de base, o presidente do Tricolor disse que nenhuma conversa sobre parceria também neste departamento teve qualquer evolução – algumas conversas já ocorreram, mas nenhuma com sinal positivo. O Paulista entre 2016 e 2017 teve uma parceria na gestão do futebol de base, nas categorias sub-15 e 17 – através de um grupo liderado por Moisés Nunes.

Na parceria com o grupo de Moisés Ano, no primeiro ano, o Paulista chegou a segunda fase do Paulistão sub-15 e venceu a Copa São Paulo da Associação Paulista no sub-14. No segundo ano, em 2017, o Paulista foi eliminado ainda na primeira fase no Paulistão sub-15 e 17.

No mesmo período, o próprio Paulista gerenciou as categorias sub-11 e 13, disputando nos dois anos o Paulistão nas duas categorias – chegando aos playoffs em 2016 e sendo eliminado em 2017 – em ambas as categorias.  A parceria não foi renovada para 2018, e o Paulista optou em não ter categorias de base, exceto o sub-20, em 2018.

Parcerias no futebol profissional
A primeira parceria do Paulista com um grupo investidor ocorreu em 1994, com a Magnata – grupo oriundo do Japão. Trouxe alguns jogadores famosos na época – como o goleiro Marola (ex-Santos) e o meio-campista Biro-Biro (sim, que fez muita história com o Corinthians). No ano seguinte, chegou a Lousano. E não foi uma parceria, e sim uma co-gestão. Foram dois anos de parceria com a empresa de fios e cabos elétricos (que já faliu). A co-gestão fez mudar o nome do clube (para Lousano Paulista) e tirou o Galo da 3ª divisão estadual para colocar na 2ª divisão em 1995 e o título da Copa São Paulo em 1997.

Em 1998, o Paulista iniciou a sua 3ª parceria, e a segunda como co-gestão – agora com a Parmalat. Está foi a parceria mais duradora – três anos e meio de duração, mas a mais polêmica, pois mudou as cores, uniforme, escudo e nome do Paulista – o clube se chamou Etti Jundiaí. O ápice da parceria foram os dois títulos conquistados em 2001; da 2ª divisão do Campeonato Paulistão e da Série C do Brasileirão. A co-gestão terminou em junho de 2002.

No início de 2007, o Paulista se viu abraçado à uma nova parceria -o Campus Pelé. O que era para ser um projeto inovador, com carimbo do Rei do Futebol, Pelé, foi um naufrágio, e o começo das inúmeras quedas do Paulista no futebol paulista e brasileiro. Na época da parceria, o Paulista disputa a 1ª divisão estadual e a Série B do Campeonato Brasileiro. Paulista e Campus Pelé durou três anos, e neste tempo, o Paulista caiu da Série B do Brasileirão para ficar sem série no Campeonato Brasileiro e começar a brigar contra o rebaixamento no Estadual.

A quinta e última parceira – se é que pode ser considerada, durou apenas o mês de janeiro de 2016. Um grupo de investidores, que se dizia oriundo de Portugal, queria investir no Paulista, mas com uma condição: o treinador seria Paulo Fernandes. Ele ficou apenas 20 dias no Paulista – ou um jogo – quando o Tricolor perdeu por 4 a 1 para o Bragantino, na estreia da 2ª divisão estadual. Após a derrota, a diretoria do clube na época demitiu Paulo Fernandes e encerrou a parceria, que ainda não havia efetuado o pagamento da primeira parcela. No fim da competição, o Galo acabou rebaixado a 3ª divisão estadual.
Leia Mais ►

#PTA0x2ITR – Confira os gols da derrota do Paulista para o Itararé no Jayme Cintra



Imagens: TV FPF / TV Conquista - Narração: Alysson Drycz

Arisson, aos 67min – Paulista 0 x 1 Itararé

Rodrigo Pelé, aos 75min – Paulista 0 x 2 Itararé
Leia Mais ►

#Jundiaí – Conferência na Câmara Municipal debate o esporte



A 1ª Conferência Municipal de Esporte e Lazer: Políticas Públicas e o Esporte que Queremos foi realizada na noite de quinta-feira, na Câmara Municipal de Jundiaí, com o objetivo de debater o tema e trazer propostas para a ampliação da participação da população na prática de atividades físicas e esportivas no Município. O evento foi organizada pela Unidade de Gestão de Esporte e Lazer da Prefeitura de Jundiaí, Conselho Municipal de Esporte e Lazer e Câmara Municipal de Jundiaí, fez parte da programação da Semana do Profissional de Educação Física, promovida em parceria com a Escola Superior de Educação Física. A conferência será realizada anualmente.

De acordo com o gestor da Unidade de Esportes de Jundiaí, Luiz Trientini, a iniciativa é fundamental para o desenvolvimento e participação da sociedade na construção do setor. “Jundiaí avança neste sentido. Conseguimos ampliar o número de turmas nos centros esportivos, foi encaminhada proposta para a atualização da Lei Orgânica do Município, além da própria realização de evento deste porte, com a participação de pessoas interessadas em debater sobre o esporte demonstram que estamos no caminho certo”, argumentou.

“O Esporte é uma ferramenta para o desenvolvimento humano, por isso, não pode ser restrito aos jogos institucionalizados. Deve ser uma decisão livre, consciente, não limitada pela falta de tempo, de recurso ou  de oportunidade”, detalhou o gestor adjunto da Unidade de Esporte, Felipe Cunha, que completou, citando que a cidade vive um momento único, já que conta com vereadores com histórico de participação esportiva, como Faouaz Taha, Profissional de Educação Física, Gustavo Martinelli que foi responsável por muitos anos pela administração de CECE e Cristiano Lopes, ex-secretário da pasta.

Jundiaí já oferta mais espaços dedicados ao esporte que o preconizado por Lei Municipal que estabelece um complexo esportivo para cada 30 mil habitantes. A cidade conta com 20 centros esportivos, além dos núcleos de apoio espalhados pela cidade. Presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo, Faouaz Taha, citou iniciativas para a ampliação da adesão da população ao esporte. “É preciso conscientizar sobre a importância da prática de atividade física e esportiva. Este é um trabalho demorado, para gerações”, argumentou.

Willian Fernando Boudakia de Oliveira, assistente social e diretor executivo do Instituto Família Barrichello e membro da Rede Esporte pela Mudança Social, participou da mesa redonda sobre o assunto e apresentou ações desenvolvidas pelo terceiro setor. “O esporte é uma ferramenta, uma linguagem de comunicação e de expressão. A Rede foi fundada em 2007 e atende a 400 mil pessoas, com 104 organizações associadas em rede, com atendimento sistemático. A atividade física desenvolve sinapses, melhora o rendimento e reduz os riscos de doenças”, lembrou.

Lei Orgânica
Presidente do Conselho Municipal do Esporte, Olival Cardoso, ressaltou a importância da mudança da Lei Orgânica do Município para que seja atualizada e se adeque às necessidades atuais do setor. “O conselho redigiu uma proposta para alteração e entregou para a Câmara, para que seja analisada pelos vereadores, já que o capítulo que trata do esporte não é substancialmente modificado há mais de 20 anos. O conselho é a ligação entre os anseios da população e o Executivo”, salientou.  A proposta está em trâmite na Casa de Leis.
Leia Mais ►

#NoJayme – Maqueiro do Paulista é expulso pelo árbitro por comportamento inadequado



Na derrota do Paulista para o Itararé por 2 a 0, nesta sexta-feira, no estádio Jayme Cintra, pela terceira rodada das quartas de final do grupo 10 da 4ª divisão do Paulistão, algo inusitado ocorreu: um dos maqueiros do jogo foi expulso. E segundo a explicação do árbitro Thiago Luís Scarascati a conduta do profissional foi inadequada.

O árbitro relatou na súmula o motivo da expulsão de Danilo Fernandes de Abreu, aos 28 minutos do segundo tempo. “Exclui aos 73 minutos de partida o maqueiro Sr Danilo Fernandes de Abreu, por após transporte do atleta lesionado Sr Maycon Camargo Garcia Neto de N 8, da Equipe Associação Atlética Itararé, jogar a maca contra o solo quanto atleta ainda estava em cima da mesma”.

Danilo Fernandes de Abreu mesmo não sendo um integrante da comissão técnica do Paulista ou jogador do clube, poderá sofrer punições pelo Tribunal de Justiça Desportiva. Ele deverá ser julgado no artigo 258 – “Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código”, e caso seja julgado pelo TJD e condenado por este artigo pode ser suspenso do futebol de 15 a 180 dias (inclusive impedido de entrar nos estádios no período). E por causa do comportamento do seu maqueiro, o Paulista poderá ser multado em até R$ 10mil, através do artigo 258-D – “As penalidades de suspensão decorrentes das infrações previstas neste capítulo poderão ser cumuladas com a aplicação de multa de até R$ 10.000,00 (dez mil reais) para a entidade de prática desportiva a que estiver vinculado o infrator.

Em 13 de maio de 2015, Figueirense e Avaí se enfrentaram pela Copa do Brasil. Na oportunidade, uma confusão acabou na expulsão do maqueiro do Figueirense, Willian de Souza Mohr. 20 dias depois, em julgamento na 1ª Comissão Disciplinar do STJD, o maqueiro William Mohr foi suspenso por 120 dias (impedido de entrar nos estádios no período) e o Figueirense foi multado em R$ 2mil, justamente pelo comportamento inadequado do seu maqueiro.

Papaléguas
O lateral-esquerdo e também zagueiro Papaléguas saiu da partida aos 28 minutos do segundo tempo, após deslocar o ombro esquerdo. O jogador saiu do estádio Jayme Cintra, com uma tipoia no braço. O atleta passará por exames para saber se terá que ficar afastados dos gramados – e se constatar lesão, quanto tempo terá que ficar fora.
Leia Mais ►

#Vôlei – Jogos Infantis – fase regional: Meninos de Jundiaí vencem e tiram Rio Claro



No mesmo dia e local, a equipe de vôlei masculino sub-16 de Jundiaí enfrentou Rio Claro, pela fase regional da 1ª edição dos Jogos Estaduais Infantis. E a equipe jundiaiense, liderada por Marcelo Henrique Pimentel, venceu por dois sets a um, com parciais de 19/25, 25/21 e 15/13. 

“Cometemos muitos erros no início do jogo, depois, de controlar a ansiedade, conseguimos nos impor”, escreveu o treinador.

O resultado tirou Rio Claro da fase estadual. Jundiaí, independente da sua campanha na fase regional, tem vaga assegurada na fase final, já que a Terra da Uva será sede do evento.
Leia Mais ►

#Futsal – Meio de semana movimentado pelos torneios da Liga Jundiaiense



Entre quarta e sexta-feira quatro jogos movimentaram o futsal da Liga Jundiaiense. Pela Copa Regional, na quarta-feira, o CCIJ venceu o ANOFC por 7 a 3 na categoria sub-10. Nesta sexta-feira, também pelo sub-10, o JFC-V bateu o CJ por 3 a 1. Pela Copa Garotão, no sub-8, vitória do JFC sobre o UCC por 6 a 2 e do UCC sobre o JFC por 7 a 1 no sub-9.
Leia Mais ►

#Vôlei – Meninas de Itupeva estreiam com vitória na fase regional dos Jogos Infantis



Foi com vitória que Itupeva iniciou a campanha para disputar a 1ª edição dos Jogos Estaduais Infantis (que serão em Jundiaí). Na última quinta-feira, o vôlei feminino itupevense estreou contra Campo Limpo Paulista, no ginásio do Bolão, em Jundiaí, e venceu por 2 sets a 0. Itupeva comandada pela técnica Adriana Arista venceu com parciais de 25/7 e 25/18.

“Sofremos uma pressão no final, principalmente por conta de alguns erros, mas o time foi bem”, elogiou a treinadora. O desafio decisivo é nesta quinta-feira, contra Jundiaí, novamente no Bolão, às 19h.


Atuaram por Itupeva: Ana Beatriz Giaretta, Bárbara Soares, Beatriz de Almeida, Fabiana Bezerra, Fernanda Cabral, Franciely de Jesus, Gabriela Ghinato, Gabriele de Souza, Gabrelle Rocha, Geovana Barbosa, Giovanna de Oliveira, Letícia Silva, Lívia de Souza e Maria Alice Santos. Chinha, é o assistente técnico.
Leia Mais ►

#Paulista – Capitão e treinador dizem que notícias negativas não foram motivo da derrota



Durante semana, dirigentes do Paulista concederam entrevistas. Na terça-feira, Wilson Zanatta, diretor financeiro do clube, disse ao portal G1, que se o Paulista não conquistasse o acesso a 3ª divisão estadual, e nem fechasse uma parceria, poderia fechar as portas. No dia seguinte, ao Jornal de Jundiaí, o presidente Pepe Verdugo, garantiu que o Paulista continuaria jogando a 4ª divisão.

Perguntados, se as notícias sobre a situação do clube poderia ter influenciado na forma que o Galo atuou nesta sexta-feira (derrota para o Itararé por 2 a 0), se chegaram a mexer com o grupo, tanto o capitão do time, Magno, como o treinador Sérgio Caetano, disseram que isso não poderia ser usado como desculpa para a derrota. Confira o que ambos disseram no áudio abaixo.


Torcida protesta contra Wilson Zanatta
Assim que o árbitro Thiago Luís Scarascati encerrou a partida no Jayme Cintra, boa parte dos torcedores do Paulista na saída do estádio fizeram protesto, com xingamentos direcionados a Wilson Zanatta, alguns pedindo a sua saída do clube – em virtude da entrevista concedida ao portal G1 – que não foi bem digerida pela torcida.
Leia Mais ►

#Paulista – Magno: “A gente se afoba muito. Faltou organização na nossa equipe”



O capitão Magno conversou com a imprensa após a derrota do Paulista para o Itararé por 2 a 0, nesta sexta-feira, pela terceira rodada das quartas de final do grupo 10 da 4ª divisão do Paulistão. Para ele, o time nas derrotas em casa, se afoba muito, fato que aconteceu neste confronto. Para o capitão, o time também caiu na “bagunça” provocada pelo Itararé. Confira a entrevista do jogador, no áudio abaixo.

Leia Mais ►

#Paulista – Sérgio Caetano: “Ninguém correspondeu. É trabalhar”



O treinador Sérgio Caetano não gostou nem um pouco da derrota que o Paulista para o Itararé por 2 a 0. Para ele ninguém correspondeu – seja jogadores ou componentes da comissão técnica e que nenhuma palavra serviria de desculpa. Confira a entrevista do técnico, no áudio abaixo.

Leia Mais ►

#Rodada14 – Série A de Várzea: American City enfrenta atual campeão, com mira no G-8



O American City busca a reabilitação na Série A do Campeonato Amador de Várzea Paulista. Mas terá uma parada complicada: enfrentará o atual campeão, o Primus, mas que está no momento fora da zona de classificação para a segunda fase, mesma situação vive o American City. O jogo será no campo do Promeca, às 8h30.

Com 21 pontos, o Primus, está em 9º lugar. O American tem 17 pontos e ocupa a 12ª posição. Uma vitória, deixa o American próximo ao G-8 e faz o time sonhar em ser um dos concorrentes aos playoffs, podendo até deixar de fora o atual campeão da cidade. Uma derrota, pode deixar o time até próximo a zona de rebaixamento (Espanhol com 11 pontos fecha a zona de descenso).

O técnico do American, Marcos Paes, destaca a importância da união do grupo neste término da 1° fase. “O nível de concentração será altíssimo e os jogos serão disputados de forma muito competitiva e aqueles que tiverem esse nível de preparação com certeza terão uma vantagem para buscar a classificação. A vaga nos playoffs sempre foi o foco do elenco e vamos brigar até a última rodada por ela”, diz Marcos. “Vamos dar muito trabalho para os adversários nestas rodadas finais. Entraremos sempre com nosso lema: Família hoje e sempre”, completou.


Para o confronto deste domingo, o presidente do clube, Wellington Baltazr, espera o apoio da torcida, para ajudar o time a sonhar com a vitória, se afastar totalmente da zona de perigo, e realmente sonhar com uma vaga aos playoffs. “Convocamos todos os torcedores do bairro a apoiarem nosso elenco na luta pela classificação. O torcedor motiva o jogador a se dedicar mais ainda na partida " disse o presidente Wellington Baltazar.
Leia Mais ►

#MultiEsportivo - Jundiaí sedia encontro de Delegação Brasileira das Olimpíadas Especiais



Neste final de semana, 100 atletas de todo o País se reúnem em Jundiaí para o contato e treinamento entre os integrantes da delegação que representará o Brasil nos Jogos Mundiais de Verão, que acontecerão em Abu Dhabi, em março de 2019. Com agenda completa, os atletas terão momentos de confraternização e de treinamento nas dependências do Nicolino de Luca – que tem o ginásio do Bolão para as práticas esportivas.

De Jundiaí, 13 pessoas representarão o Brasil no segundo maior evento esportivo do mundo. De acordo com Diretora Nacional de Esporte da Special Olympics e Coordenadora de Tênis do Peama (Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas) em Jundiaí, Tereza Leitão, a iniciativa é importante para a interação entre o grupo. “Esse encontro é realizado em todos os eventos dos Jogos Mundiais, para a interação entre os atletas e técnicos das modalidades. Os brasileiros têm bom retrospecto no evento, principalmente Jundiaí, que conta com vários campeões mundiais entre os esportistas do Peama”, comenta.

Durante o feriado de sexta-feira, os atletas se confraternizam em um parque particular. Já no sábado e no domingo, os treinamentos serão realizados no Bolão. A organização dos Jogos Mundiais de Verão é realizada pela Special Olympics Internacional, com a expectativa de reunir mais de 7 mil atletas de 170 países, apresentando modalidades esportivas como atletismo, natação, basquete, judô e outros.
Leia Mais ►

Tabelas


Temas