Header AD

25 de fevereiro de 2019

Thiago Batista: Em 12 anos, o Paulista desceu “6 níveis”



O Paulista em aproximadamente 40 dias estreia na 4ª divisão do Campeonato Estadual. Nenhum clube no futebol brasileiro desceu tanto de nível como o Galo neste período. Se a gente for fazer uma “pirâmide” da atual estrutura do futebol brasileiro o nível é este.

Sistema pirâmide
Nível 1 ou 1ª divisão - Série A do Brasil
Nível 2 ou 2ª divisão - Série B do Brasil
Nível 3 ou 3ª divisão - Série C do Brasil
Nível 4 ou 4ª divisão - Série d do Brasil
Nível 5 ou 5ª divisão - 1ª divisão estadual
Nível 6 ou 6ª divisão - 2ª divisão estadual
Nível 7 ou 7ª divisão - 3ª divisão estadual
Nível 8 ou 8ª divisão - 4ª divisão estadual

Hoje, o Paulista está no nível 8 do futebol brasileiro, ou “8ª divisão do Campeonato Brasileiro”. Em 2007, o Paulista fazia parte do segundo nível. Sim, segundo nível. Era da Série B do Brasil. Caiu demais.

Somente um clube de 2007 para cá está em situação pior: o Grêmio Barueri, pois este que chegou a conquistar o acesso a Série A em 2008, ou seja chegou ao topo da pirâmide, se encontra inativo em 2019.  Outro clube que chegou a estar no nível 2 do Brasil e está hoje igual o Paulista é o Marília.

Da Série B de 2007, os times estão nesta situação hoje:
Nível 1 -> Disputam a 1ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série A) - Fortaleza, Avaí e Ceará
Nível 2 -> Disputam a 2ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série B) - Coritiba, Vitória, Criciúma, CRB e  Ponte Preta
Nível 3 -> Disputam a 3ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série C) - Santa Cruz e Remo
Nível 4 -> Disputam a 4ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série D) - Brasiliense, São Caetano e Ituano
Nível 5 -> Disputam no máximo a 1ª divisão do seu estado - Brasiliense
Nível 6 -> Disputam no máximo a 2ª divisão do seu estado - Santo André
Nível 6 -> Disputam no máximo a 3ª divisão do seu estado - Ipatinga e Portuguesa
Nível 8 -> Disputam no máximo a 41ª divisão do seu estado - Marília e Paulista
Inativo -> Não disputa qualquer competição nacional ou estadual atualmente - Grêmio Barueri

O Paulista precisa urgentemente sair do chão desta pirâmide e escalar de volta a ficar próximo da pirâmide. Os diretores do clube precisam parar de pensar pequeno. O Galo está a menos de 40 dias de estrear na 4ª divisão e ainda não tem definidos de forma digamos concreta o treinador da equipe profissional e nem quais jogadores terá à disposição. Está querendo um parceiro para disputar a 4ª divisão do Paulistão. Mas deveria procurar e fechar com parceiro até o começo do ano, não na véspera de iniciar a competição.

A diretoria do Paulista precisa parar de pensar pequeno. Parar de pensar que tudo é gasto, que se subir e chegar por exemplo a uma Série D do Brasileiro o gasto será maior. Clube de futebol não é banco. Clube de futebol vive de conquistas, de vitórias. Tem que ter responsabilidade sim. Mas se disputar uma Série D do Brasileiro o gasto será maior, o dinheiro que entrará no caixa será maior com direitos de transmissão (ano passado tinha canal da televisão paga mostrando jogos da 4ª divisão do Brasileiro), patrocínios e interesse do torcedor em ir ao estádio.

Pois se o torcedor não aguenta mais de 1ª divisão de Campeonato Estadual seja, o apaixonado pelo clube grande ou pelo time pequeno, imagine o torcedor de um time da 4ª divisão Estadual. No fundo, especialmente todos os clubes pequenos e de médio porte, querem o grande cenário, e no Brasil se chama Campeonato Brasileiro, independente da letra da Série que leva.
Thiago Batista: Em 12 anos, o Paulista desceu “6 níveis” Thiago Batista: Em 12 anos, o Paulista desceu “6 níveis” Reviewed by Thiago Batista on fevereiro 25, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Apenas usuários cadastrados no Google, com nome de identificação clara terão comentários permitidos. Reservamos o direito de não publicar o comentário, caso ele seja ofensivo ou desrespeitoso.