Header AD

8 de fevereiro de 2019

Thiago Batista: Federação ‘rasga’ regulamento da 4ª divisão



Antes mesmo da bola rolar, os regulamentos da Federação Paulista de Futebol para disputa da 4ª divisão do Paulistão foram rasgados. O regulamento geral das competições da entidade é bastante claro: clube que no dia do conselho técnico não tiver com laudo regularizado estaria impedido de participar da competição. Mas para os dois clubes de Catanduva este item não foi cumprido e eles podem jogar a competição. Grêmio Catanduvense e Catanduva Clube jogam a 4ª divisão do Paulistão e podem subir a 3ª divisão de 2020, mesmo não cumprindo os prazos estabelecidos, inclusive no regulamento geral das competições da própria FPF. Ou seja, a FPF sendo “boazinha” com os clubes, quando deveria ser a primeira a pedir que todos cumpram os prazos.

O regulamento geral das competições está escrito o seguinte no artigo 22 - parágrafo 2º:
Os clubes participantes da Segunda Divisão deverão entregar os laudos técnicos na FPF até o dia da realização do Conselho Técnico, sob pena de não participação na competição.

Está bastante claro: se não tem laudo atualizado e regularizado no dia do conselho técnico, o clube estaria fora da disputa da 4ª divisão. (clique aqui para ler: http://www.fpf.org.br/Repositorio/Competicao/Regulamento/681/681_636850554852115646.pdf).

Detalhe que foi reforçado na resolução da presidência da própria entidade (nº 006/19) no dia 14 de janeiro. Na parte final do texto está escrito o seguinte:
“Em nenhuma hipótese poderão participar da Reunião do Conselho Técnico Clubes que não possuam, no município de sua Sede, Estádio próprio, alugado ou por qualquer outra forma cedido com prioridade de uso, com capacidade mínima de 4.000 (quatro mil) lugares, e que não atendam às exigências de segurança e higiene, conforme determina a Lei nº 10.671, de 15/05/2003, sendo indispensável a apresentação ao Depto. de Segurança e Prevenção da Violência da FPF, dos Laudos Técnicos aprovados de Condições Sanitárias e de Higiene, Prevenção e Combate de Incêndio e Pânico, de Segurança, Vistoria de Engenharia, Acessibilidade e Conforto e Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros - AVCB, emitidos pelos órgãos e autoridades competentes, até 28 de janeiro de 2019”

O congresso técnico da 4ª divisão do Paulistão ocorreu no dia 29 de janeiro de 2019. Mas a liberação dos estádio Silvio Sales, casa de Grêmio Catanduvense e Catanduva Clube, somente ocorreu no dia 31 de janeiro de 2019, como está clara em portaria do site da própria Federação Paulista (clique aqui para ler: http://www.futebolpaulista.com.br/A-Federacao/Portarias-Detalhe.aspx?IdPortaria=372).

O pior: tem estádio que até agora está interditado. A gente entrou no site da Federação na noite desta quinta-feira, 7 de fevereiro e ainda estão interditados cinco estádios. Destes dois estão com laudos atualizados e estão impedidos de terem partidas, em virtude da condição dos seus gramados:
- estádio Leonardo Barbieri, em Águas de Lindóia (Brasilis) [clique aqui para ler a portaria: http://www.fpf.org.br/A-Federacao/Portarias-Detalhe.aspx?IdPortaria=374]
- estádio Antônio Viana da Silva, em Assis (Assisense e Vocem) [clique aqui para ler a portaria: http://www.fpf.org.br/A-Federacao/Portarias-Detalhe.aspx?IdPortaria=373]
- estádio Pedro Benedetti, em Mauá (Mauaense e Mauá Clube) [clique aqui para ler a portaria: http://www.fpf.org.br/A-Federacao/Portarias-Detalhe.aspx?IdPortaria=375]

Dois estádios não estão com laudos atualizados no site da entidade até 7 de fevereiro. São os seguintes estádios (e clubes em parênteses):
- estádio Sócrates Stamato, em Bebedouro (Inter de Bebedouro)
- estádio Hudson Buck Ferreira, em Matão (Matonense)


Se estes locais de Matonense e Inter de Bebedouro já estavam interditados antes do conselho técnico, como a Federação ainda assim, sem laudos atualizados, permite a participação destes dois clubes?

Para mim, isso é igual um clube que foi por exemplo 10º colocado da Série A2 do Paulistão, de última hora ser incluso no ano seguinte na Série A1 do Paulistão, pois foi convidado pois ele tem boa estrutura financeira e suporta disputar a primeira divisão. Ou porque a cidade do 13º colocado da Série A3 de 2018 não merece ficar fora da 2ª divisão e assim o time conquista o acesso.

Esporte é mérito. Esporte é regulamento. Se o regulamento não está sendo cumprido, já está errado. A 4ª divisão do Paulistão já começa errado. Já que se inicia errado, então a Federação poderia subir todo mundo para a 3ª divisão no final do ano - assim já premia todo mundo - que agiu corretamente - e quem agiu de forma errada, fora do prazo.

Que não subam este ano Matonense, Inter de Bebedouro, Grêmio Catanduvense e Catanduva Clube. Pois se subirem, estarão subindo na base do tapetão, pois não deveriam jogar a competição. Ponto!
Thiago Batista: Federação ‘rasga’ regulamento da 4ª divisão Thiago Batista: Federação ‘rasga’ regulamento da 4ª divisão Reviewed by Thiago Batista on 06:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Apenas usuários cadastrados no Google, com nome de identificação clara terão comentários permitidos. Reservamos o direito de não publicar o comentário, caso ele seja ofensivo ou desrespeitoso.