Header AD

13 de fevereiro de 2019

Thiago Batista: Regulamento tem que ser cumprido. Ponto final!



Quero escrever sobre um assunto que me incomoda é muito todos os anos: Regulamento de competições esportivas. Quando é escrito um livro de regras ou páginas com itens que os clubes e a organização do campeonato precisa seguir, ele tem que ser cumprido integralmente, fielmente. Até mesmo de um ano para o outro.

Sou contra abrir brechas para que itens de um ano para o outro não sejam cumpridos. Sou contra subir times de uma divisão para outra, fora do limite que o(s) regulamento(s) previa. Sou contra não rebaixar equipes de uma divisão para outra - tem que se cumprir o limite(s) estabelecidos para a queda de um time. As exceções têm que constar também em regulamento - tem que prever este tipo de caso(s) as regras do campeonato. Sou contra ainda mais de inserir um time na elite do campeonato de forma direta, sendo que este clube não estava atuando no ano (s) anterior (es).

O dirigente que promove em seu campeonato o famoso “tapetão” para mim tem que ser punido exemplarmente: a sua expulsão do esporte de forma sumária, pois quem promove o tapetão é um lesador do esporte, ODEIA esporte em todos os aspectos, que joga na lata do lixo os aspectos técnicos da competição, em prol de algo que só prejudica o esporte. Especialmente o suor de quem brigou de verdade por um acesso ou quem lutou até o último segundo contra uma queda.

Se para uma competição, o clube tem que ser seguir determinadas regras - atletas inscritos, estádio onde mandará jogo, relação de dirigentes e etc..., para uma determinada data, tem que ser cumprida fielmente, e não abrir a brecha de mais alguns dias. Nestas horas não tem que ter Bom Senso nenhum e cumprir a regra pré-estabelecida.

Se o regulamento diz que para um clubes inscrever um atleta é até a data X, não tem que ser na data X + 7. Se as regras do campeonato determinam que só podem 25 jogadores, sendo no máximo 5 de fora da região ou do país, não podem 6. Custa cumprir estes itens, todos - sejam clubes e organização?

Os clubes que aceitam subir de divisão, de não aceitarem a sua queda como deveria ocorrer, ou os convidados de forma direta a melhor divisão do torneio, tem que colocar a mão na consciência que estão também lesando o esporte, estão praticando o mal a competição, que não são fiéis ao jogo que praticam, que somente pensam no seu próprio benefício e não no todo. Dirigentes de times que aceitam o “convite” também tinham que estar fora do esporte.

Esse assunto de cumprir as regras escritas em mais de 10, 20, 30 ou até 100 artigos - dependendo da modalidade e competição - vale para competições esportivas em nível amador e também no profissional. Regulamento tem que ser cumprido. Desde da edição anterior para edição posterior, na questão de número de participantes e parâmetros para um clube disputar um campeonato.

Quer inchar ou diminuir a quantidade de clubes participantes de um campeonato? Estabelece em um regulamento e faça essa transição valendo na edição seguinte, não na edição que o organizador deseja. Regulamento é para ser cumprido. E ponto!
Thiago Batista: Regulamento tem que ser cumprido. Ponto final! Thiago Batista: Regulamento tem que ser cumprido. Ponto final! Reviewed by Thiago Batista on 00:30 Rating: 5

Nenhum comentário

Apenas usuários cadastrados no Google, com nome de identificação clara terão comentários permitidos. Reservamos o direito de não publicar o comentário, caso ele seja ofensivo ou desrespeitoso.