Header AD

14 de março de 2019

Thiago Batista: Um golaço da Boticário na Copa feminina



O Grupo Boticário, aquele que você pode comprar perfumes, marcou um belo gol nesta quarta-feira. Vai parar suas atividades para que seus funcionários possam acompanhar as partidas da equipe brasileira feminina de futebol na Copa do Mundo, entre junho e julho, na França.

Não leitor, você não leu errado. Como no ano passado, quando todo comércio, indústria parou (ou abria mais tarde) as suas atividades para acompanhar jogos da Copa do Mundo de seleção masculina, para ver as “encenações” do Neymar; a Boticário dará a chance dos seus funcionários de ver os belos lances da Marta.

Além de adequar as jornadas de trabalho, o Boticário destacou que telões serão instalados nas fábricas e escritórios do grupo para que os funcionários possam torcer pelo time.

A campanha reforça o compromisso da empresa com equidade de gêneros e diversidade a partir de uma série de iniciativas relacionadas ao tema durante o ano. O Grupo Boticário pretende ainda incentivar que outras empresas parem suas atividades durante as partidas.

Acho muito válido a campanha. Se 99% da população interrompe suas atividades para ver jogos da seleção masculina, porque não fazer o mesmo com a equipe feminina? Porque? Nós não somos o pais do futebol, não gostamos de futebol e não somos “pachecos” ao extremo, a fundo de cantar sempre “Eu sou brasileiro com muito orgulho, e muito amor”? [nota: essa música acho horrível, tá]

Alguém pode falar: tem que parar o país para ver jogo de futebol? Mas a gente não interrompe para o Carnaval por quase uma semana? Em Jundiaí tem bloco que desfila em plena tarde de sexta-feira, por exemplo.
Carnaval e futebol queiram ou não estão no sangue do brasileiro. Estão no DNA do país. E acredito que devemos oferecer a igualdade. O futebol feminino vem evoluindo nos últimos anos. Se antigamente mulher jogando futebol era sinônimo de sarro (do pensamento machista), hoje tem que ser sinônimo de orgulho. Mulher pode jogar futebol, SIM. Como pode comentar sim.

A mulher hoje vai em peso aos estádios. Gostaria que elas acompanhassem não apenas jogos de times masculino, mas também prestigiassem os jogos de equipes femininas. Que tal acompanharem os jogos da Copa feminina. Quem sabe novas Martas não possam ser inspiradas por mães que façam suas filhas a assistirem jogos.

E vem a segunda notícia mais legal do ano. A competição terá transmissão ao vivo de duas emissoras abertas. A TV Globo pela 1ª vez na sua história vai exibir jogos da seleção feminina em uma Copa do Mundo. A TV Bandeirantes exibirá diversas partidas da competição. Ainda teremos os jogos do Brasil sendo transmitidos no SporTV (canal fechado) e no site Globoesporte.com (internet).

Quem sabe neste 2019 (que está muito triste para nós brasileiros) comece uma nova cultura, e quem sabe termine com um roteiro com final feliz. E nas camisas da seleção a partir de agosto terem seis estrelas para a gente usar, mas com uma estrela brilhando mais que as outras, o brilho das mulher brasileira.
Thiago Batista: Um golaço da Boticário na Copa feminina Thiago Batista: Um golaço da Boticário na Copa feminina Reviewed by Thiago Batista on 06:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Apenas usuários cadastrados no Google, com nome de identificação clara terão comentários permitidos. Reservamos o direito de não publicar o comentário, caso ele seja ofensivo ou desrespeitoso.
COMENTÁRIOS SEM IDENTIFICAÇÃO OU APARECENDO EM FORMATO ANÔNIMO NÃO SERÃO ACEITOS!


ANUNCIANTES