Header AD

17 de maio de 2019

Paulista - 110 anos! História já teve seis parcerias



O Paulista foi fundado por funcionários da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, no dia 17 de maio de 1909, sucedendo outro clube que existiu entre os anos de 1903 e 1908, o Jundiahy Foot Ball Club. E de 1909 aos dias atuais, o clube já passou por seis parcerias. Algumas frustrantes e outras com conquistas.

Entre 1909 e 1993, o clube viveu das próprias pernas pode dizer. No começo, o clube concentrou as suas atividades em disputas internas entre os associados e esporádicos jogos amistosos contra outras equipes. Em seus primeiros tempos, o clube utilizou um campo na atual Vila Rio Branco e em 1913 mudou-se para instalações em um terreno na Vila Leme.

Em 1919 o clube se filiou à Associação Paulista de Esportes Athléticos), passando a disputar o Campeonato do Interior, onde sagrou-se duas vezes campeão nos anos de 1919 e 1921. Em 1926 houve uma dissidência na APEA e o Paulista foi convidado a integrar a Liga dos Amadores de Futebol. Na nova liga, o time jundiaiense, disputou a elite do Campeonato Paulista de 1926 até 1929, sendo o primeiro clube do interior a disputar de forma completa a elite estadual.

Com o fim da Liga dos Amadores, o Paulista concentra suas atividades nos campeonatos municipais, e durante os anos 30 e 40 torna-se o maior campeão da cidade - 11 títulos no total (até o fim dos anos 60, quando não disputa mais torneios promovidos pela Liga).

No fim da década de 40, o Tricolor se profissionaliza e começa a disputar a 2ª divisão do Paulistão da FPF. O crescimento do clube surge em 1957, quando inaugura o estádio Jayme Cintra, em homenagem a um dos seus fundadores - local que é a sua casa até hoje.

No ano de 1967, o Paulista conquista o Amador do Estado. Era o aviso que algo grande viria. No ano seguinte, o  clube consegue seu primeiro acesso, após uma campanha inesquecível, onde conquistou o título de maneira invicta, sendo até hoje o único clube do estado a conseguir um acesso sem perder nenhum jogo.

Foram 10 anos na primeira divisão, até ser rebaixado em 1978. No período teve duas conquistas - em 1969 leva o Torneio José Ermírio de Moraes Filho e em 1978 o Torneio Incentivo.

Em 1984, porém, o clube voltaria a conquistar o acesso, desta vez como vice-campeão da 2ª divisão. A permanência na elite desta vez não durou tanto, sendo rebaixado novamente em 1986.

Nos anos 90, a FPF reformulou as suas divisões e o Paulista na canetada foi rebaixado a 3ª divisão. E foi neste período que começaram as parcerias.

A primeira parceria do Paulista com um grupo investidor ocorreu em 1994, com a Magnata – grupo oriundo do Japão. Trouxe alguns jogadores famosos na época – como o goleiro Marola (ex-Santos) e o meio-campista Biro-Biro (sim, que fez muita história com o Corinthians). Mas não durou muito tempo.

No ano seguinte, chegou a Lousano. E não foi uma parceria, e sim uma co-gestão. Foram dois anos de parceria com a empresa de fios e cabos elétricos (que já faliu). A co-gestão fez mudar o nome do clube (para Lousano Paulista) e tirou o Galo da 3ª divisão estadual para colocar na 2ª divisão em 1995 e o título da Copa São Paulo em 1997.

Em 1998, o Paulista iniciou a sua 3ª parceria, e a segunda como co-gestão – agora com a Parmalat. Está foi a parceria mais duradora – três anos e meio de duração, mas a mais polêmica, pois mudou as cores, uniforme, escudo e nome do Paulista – o clube se chamou Etti Jundiaí. O ápice da parceria foram os dois títulos conquistados em 2001; da 2ª divisão do Campeonato Paulistão e da Série C do Brasileirão. A co-gestão terminou em junho de 2002.

Após a saída da Parmalat, o Paulista por 5 anos viveu das próprias pernas. Mas foi o período mais glorioso da sua história. Em 2004 foi vice-campeão paulista, que lhe deu o direito, de no ano seguinte, disputar a Copa do Brasil. E no torneio nacional, veio a maior conquista da sua história, vencendo equipes tradicionais, todas elas da elite do futebol brasileiro na época.

Com a conquista, o Paulista ganhou o direito de disputar a Copa Libertadores da América de 2006 e apesar de ter sido eliminado na primeira fase, chegou a vencer o River Plate da Argentina no estádio Jayme Cintra.

No início de 2007, o Paulista se viu abraçado à uma nova parceria -o Campus Pelé. O que era para ser um projeto inovador, com carimbo do Rei do Futebol, Pelé, foi um naufrágio, e o começo das inúmeras quedas do Paulista no futebol paulista e brasileiro. Na época da parceria, o Paulista disputava a 1ª divisão estadual e a Série B do Campeonato Brasileiro. Casamento Paulista e Campus Pelé durou três anos, e neste tempo, o Paulista caiu da Série B do Brasileirão para ficar sem série no Campeonato Brasileiro e começar a brigar contra o rebaixamento no Estadual.

Novamente sem parceria, o Paulista foi campeão. Em 2010 e 2011, venceu novamente a Copa Paulista, dando-lhe o direito de disputar novamente a Copa do Brasil, onde apareceu em 2011 e pela última vez em 2012. Mas em 2014, sem parceiros, caiu da 1ª para a 2ª divisão estadual.

A quinta parceira – se é que pode ser considerada, durou apenas o mês de janeiro de 2016. Um grupo de investidores, que se dizia oriundo de Portugal, queria investir no Paulista, mas com uma condição: o treinador seria Paulo Fernandes. Ele ficou apenas 20 dias no Paulista – ou um jogo – quando o Tricolor perdeu por 4 a 1 para o Bragantino, na estreia da 2ª divisão estadual. Após a derrota, a diretoria do clube na época demitiu Paulo Fernandes e encerrou a parceria, que ainda não havia efetuado o pagamento da primeira parcela. No fim da competição, o Galo acabou rebaixado a 3ª divisão estadual.

Em 2017 outra campanha ruim fez com o que clube parasse na última divisão do futebol estadual. Após a frustração em não conquistar o acesso em 2018 para a 3ª divisão, o clube ficou ameaçado de fechar as portas.

Mas em março de 2019, anunciou que teria uma nova parceria, com as empresas Kah Sports e CT Fut Talentos. E no futebol profissional, a era do Paulista com estes novos parceiros está sendo ótima no campo. Nenhuma derrota. Quatro vitórias e dois empates. O torcedor do Paulista deseja que os resultados com Kah Sports e CT Fut Talentos continuem trazendo apenas bons frutos para o Tricolor.
Paulista - 110 anos! História já teve seis parcerias Paulista - 110 anos! História já teve seis parcerias Reviewed by Thiago Batista on 06:08 Rating: 5

Nenhum comentário

Apenas usuários cadastrados no Google, com nome de identificação clara terão comentários permitidos. Reservamos o direito de não publicar o comentário, caso ele seja ofensivo ou desrespeitoso.
COMENTÁRIOS SEM IDENTIFICAÇÃO OU APARECENDO EM FORMATO ANÔNIMO NÃO SERÃO ACEITOS!