Por antecipação, Guilherme Salas é campeão da Stock Car Light - Esporte Jundiaí Pular para o conteúdo principal

Por antecipação, Guilherme Salas é campeão da Stock Car Light



O jundiaiense Guilherme Salas conquistou neste domingo (24), o título da Stock Car Light, segunda categoria mais importante do automobilismo brasileiro. Conhecida como categoria de acesso da Stock Car, o piloto levou a competição com uma etapa de antecipação, após terminar em quarto lugar na segunda bateria da etapa de Goiânia. Um dia antes, ele venceu a primeira prova.

"Eu tive um ano passado muito difícil, mas neste ano eu posso dizer com convicção: este foi o melhor ano da minha vida dentro das pistas. Preciso agradecer a equipe KTF e meus patrocinadores por todo incentivo e dedicação. Esse título é para eles", comentou Salas.

Salas, da equipe KTF, aos 25 anos, é pela segunda vez campeão na categoria de base, uma vez que conquistou o título do antigo Brasileiro de Turismo – atual nomenclatura Stock Light, em 2014.

Para ser vencedor da temporada de forma antecipada, o jundiaiense precisava apenas terminar à frente de Gustavo Frigotto neste domingo. E foi o que ocorreu, já que o seu rival terminou em quinto – ele fechou em quarto. Com 295 pontos, Salas não pode ser mais alcançado por Gustavo Frigotto, que tem 233.

A última prova da temporada 2019 da Stock Light acontece na preliminar da decisão da Stock Car em 15 de dezembro, em Interlagos.

Vencedor da prova do sábado, pela regra do grid invertido, Salas largou na quinta fila. Quem tomou a ponta logo na largada foi Iorio, enquanto o líder do campeonato partiu para cima do pelotão e, na primeira volta, já era o sexto, pressionando Frigotto, que estava logo à sua frente.

Na sétima volta, Salas passou Frigotto e subiu para quinto. Mesmo com safety-car durante a prova, o jundiaiense seguiu na frente do rival, e esperou a bandeira quadriculada para comemorar o título de forma antecipada.

Stock Car
Correndo no final de semana na categoria principal da Stock Car, Salas fez duas ótimas provas neste domingo. Na primeira bateria ele ficou na oitava posição e na prova seguinte o jundiaiense fechou na nona colocação.

Foto: Stock Car Light

Matérias mais populares da semana

Paulista: Papaleguas não fará parte do elenco da Série A3

O zagueiro e lateral Matheus Papaléguas não fará parte do elenco do Paulista para disputa da Série A3 do Estadual na próxima temporada. A informação foi trazida nesta segunda-feira pela Rádio Difusora. Segundo o repórter Luiz Antônio de Oliveira, o Cobrinha, o jogador ficou surpreso com a ‘dispensa’.
Revelado nas categorias de base do Tricolor, Papaléguas jogou a 4ª divisão do Paulistão de 2018 pelo Galo, onde atuou como zagueiro e lateral. O time jundiaiense na oportunidade caiu nas quartas de final.
Após renovar seu vínculo com o Paulista por dois anos, o jogador foi emprestado de forma surpreendente para um ‘concorrente’ da ‘Bezinha’, o XV de Jaú. No Galo da Comarca ele fez 13 partidas e não marcou gols.
O atleta tem vínculo com o Paulista até 31 de dezembro de 2020, e deverá ser emprestado neste primeiro semestre para algum clube.

Jundiaiense marca gol do título do Pato na Liga Nacional de Futsal

O jundiaiense Jhow marcou o gol do título da Liga Nacional de Futsal (LNF) do Pato Futsal, da cidade de Pato Branco, em uma goleada histórica. A equipe venceu neste domingo o Sorocaba, na casa do adversário por 6 a 0, conquistando o legítimo bicampeonato da LNF – equipe venceu o torneio no ano passado, quando o atleta não defendia o Pato.
Jhow marco o sexto gol da partida, aos 16 minutos do segundo tempo, em chute da sua quadra de defesa, após roubar a bola do goleiro-linha Leandro Lino, de Sorocaba. O Pato venceu os dois jogos da final, já que em casa, na semana passada, derrotou o adversário por 3 a 2.

O atleta de 28 anos começou a sua carreira nas categorias de base do Clube São João, onde já destacava. Na competição, Jhow marcou 10 gols.

Futebol amador: Dívida da LJF faz times depositarem taxas em juízo

Em matéria, na edição desta quarta-feira (11), do Jornal de Jundiaí, informa que uma sentença do final de outubro na 1ª Vara Civil de Jundiaí exigiu dos clubes finalistas (Estrela e Ponte Preta) do Campeonato Amador de Jundiaí que os pagamentos de taxas referentes à Liga Jundiaiense de Futebol (LJF) fossem feitas em juízo. O pedido foi do Segundo Oficial de Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Jundiaí, através do advogado Adilson Luiz, exigindo o pagamento no valor de R$ 342,16 que a entidade deve.
Segundo a matéria, a Liga, por meio do presidente Serginho Aguiar, se defende alegando que foi a entidade que entrou com um processo contra o cartório, por descumprimento de ordem judicial. “Quando fizemos o registro da Liga, eles se recusaram a cumprir uma ordem judicial. Ganhamos, mas as custas, por ser associação, tivemos de pagar”, contou ao JJ.
O presidente alega que a entidade não recebeu nenhum ofício judicial até a tarde de terça-feira (10), mas que será paga até quinta-feira.

Volante Potiguar é o mais novo reforço do Paulista para A3

O oitavo reforço para temporada 2020 chegou ao Paulista. Trata-se do volante João Lucas, o Potiguar, de 23 anos. Ele defendeu o Fernandópolis por 24 vezes na Quarta Divisão estadual desta temporada. O Galo no próximo ano disputa a Série A3 do Paulistão.

“Quando recebi a proposta tomei a decisão muito rápida. É um clube de camisa onde espero fazer um bom campeonato pelo Paulista”, contou o jogador, em entrevista a Rádio Difusora, nesta terça-feira (10).

Revelado no ABC, o atleta passou pelo Confiança-PB, antes de chegar no Fefecê. Os outros sete reforços são Bruninho (meia), Cafu (lateral), Maicon (zagueiro), Alan John (atacante), Zulu (zagueiro), Matheus Philippe (goleiro), Murylo Benini (zagueiro) e Artur (meio-campista).

Presidente do Paulista é vice-presidente de partido em Jundiaí

Atual presidente do Paulista, Rogério Levada vai acumular mais um cargo. Ele faz parte do diretório municipal do partido Avante, onde será vice-presidente na cidade.
Em entrevista ao Jornal de Jundiaí, o presidente do Galo disse que espera que o partido tenha apoio popular na cidade. “Para ter uma representatividade mínima na cidade, precisamos de cerca de 12 mil votos. Se iniciarmos de forma diferente, abrindo as portas e conversando com a população, temos chances de ter uma grande evolução rapidamente. Estamos abertos a todos os tipos de candidatos, desde que estejam de acordo com o nosso intuito de promover uma nova diretriz para a cidade, com honestidade e transparência, em busca do que for melhor para Jundiaí”, declara.