Em sessão do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo na segunda-feira (11), o Paulista foi multado em R$ 200 por ocorrências na decisão da 4ª divisão do Paulistão, no Jayme Cintra, há 10 dias.

O Galo foi julgado, pois o árbitro Douglas Marques das Flores, relatou na súmula que aos 89 minutos de jogo foram acesos “vários sinalizadores pela torcida do Paulista onde não interferiu no jogo”.

O Paulista foi multado, pois os auditores aceitaram punir o clube de acordo com o artigo 213 – inciso I do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (desordens em sua praça de desporto).

Marília leva multa
O Marília também levou multa. E mais salgada. O clube terá que pagar R$ 500 em virtude de ter entrado atrasado em 5 minutos no horário programado para o cerimonial de abertura da decisão. Os jogadores Bruno e Mykael foram suspensos por uma partida – a ser cumprida em qualquer competição da FPF no próximo ano, além do auxiliar-técnico Edmar Costa.

Batatais
O TJD soltou despacho informando que o Batatais tem obrigação de pagar até terça-feira (19), o valor de R$ 63mil dos recursos que entrou no pleno da entidade sobre o seu caso sobre suposta manipulação de resultados na Série A3 por parte dos seus jogadores.

Por outros motivos, outros seis clubes podem ser suspensos por falta de pagamento de suas obrigações, segundo o TJD: clube Azul de Mogi das Cruzes (R$ 2.500), Fernandópolis (R$ 800), Corinthians (R$ 400), Liga de São José dos Campos (R$ 500), José Bonifácio (R$ 5.000) e Linense (R$ 2.000).