25/02/19 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: 25/02/19

25/02/2019

Rugby: Wallys vence amistoso no Listradão



No último domingo (24/fev) o Wallys recebeu a equipe do URA no Listradão para um amistoso pré-temporada. Os Listrados saíram vitoriosos, com um placar de 56 a 26, e deram um importante passo na preparação para o Campeonato Paulista.

Este ano, o Wallys jogará a Série C do Paulista. 10 equipes participam - estão também União de São Paulo, FEA de São Paulo, Rio Preto Rugby, Raça Ribeirão de Ribeirão Preto, Cougars de Vinhedo, o Iguanas de São José dos Campos, o Armada de Santos, o Jequitibá de Paulínia e o Mogi Rugby.

O formato do campeonato é o mesmo do ano passado, com todas as equipes se enfrentando em turno único na primeira fase, que começa em abril e se estende até o meio de setembro. Os quatro mais bem colocados medem forças na semi-final por uma vaga na final, que ocorrerá 12 de outubro. O campeão ganha o acesso direto à Série B enquanto o vice joga a repescagem contra o penúltimo colocado da B.

A estreia do Wallys na competição será no dia 14 de abril, em casa, contra o Jequetiba. O segundo jogo no torneio também será em casa, no dia 28 de maio, contra o União. A 1ª fase termina em 15 de setembro, quando o Wallys visita o Iguanas. As semifinais estão previstas no dia 28 de setembro e a decisão no dia 12 de outubro.
Leia Mais ►

Piscina do Bolão ganha elevador para alunos com deficiência



A partir desta segunda-feira, os alunos assistidos pelo Peama da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer de Jundiaí passam a contar com elevador hidráulico para a prática de atividades na piscina do Bolão. O equipamento foi adquirido com investimento de R$ 16 mil da Prefeitura de Jundiaí e atenderá pessoas com mobilidade reduzida para a prática de exercícios aquáticos.

De acordo o gestor do esporte de Jundiaí, Luiz Trientini, a iniciativa amplia a oferta aos assistidos do Peama. “Atualmente são 350 pessoas atendidas pelo programa que tem como objetivo a inserção da pessoa com deficiência na sociedade a partir da prática de atividades físicas. Esse elevador é mais uma iniciativa encampada pela gestão do Prefeito Luiz Fernando para a melhoria da qualidade de vida da população por meio do esporte”, detalha.

Segundo o diretor do departamento de esportes adaptados, César Munir, o aparelho garante segurança e conforto. “Existia um elevador que era montado e desmontado toda vez que utilizado e ainda não era confortável ou seguro. Em 2016 Com a novidade será possível proporcionar a prática de natação ou atividades aquáticas para todos os interessados. Mais uma forma de incluir as pessoas com deficiência por meio do esporte”, argumenta.
Leia Mais ►

Umberto Louzer é apresentado como treinador do Coritiba



O novo treinador do Coritiba, Umberto Louzer (ex-Paulista), foi apresentado na tarde desta segunda-feira e já começa os trabalhos no Centro de Treinamento da Graciosa nesta terça-feira.

“Eu me sinto preparado para qualquer situação. Ontem todos nós todos queríamos o título do primeiro turno, mas ele não veio. Nós temos um período bom para ser trabalhado e é em busca disso que nós vamos, procurar evolução, para que a gente possa ter um segundo turno chegando na decisão e disputar o título do estadual, mas projetando desde o início o campeonato maior que o clube deseja que é a Série B”, disse o novo treinador do clube.

“Eu tive a oportunidade de ver os atletas atuando ontem. Vamos conversar, temos um tempo bom para ser trabalhado, para inserir a nossa metodologia, aquilo que a gente acredita, respeitando a grandeza do Coritiba, que é uma equipe que tanto na Série B, quanto no estadual tem que jogar para frente, se protegendo, mas tomando a iniciativa e sendo protagonista nessas competições”, complementou Umberto.

Para o diretor de futebol Rodrigo Pastana, a vinda do novo treinador representa uma evolução. “O Umberto não é uma aposta, é uma certeza minha de que o trabalho irá evoluir e de que a qualidade irá melhorar e que nós chegaremos a melhores resultados”, declarou Pastana.
Leia Mais ►

Paulista: Contrato da parceria ainda não foi assinado



O contrato de parceria entre Paulista e a Kah Sports ainda não foi assinado entre as duas partes, até às 17h desta segunda-feira, segundo fontes do clube e do grupo, ouvidos pelo Esporte Jundiaí. A expectativa é que a assinatura ocorra nesta terça-feira.

Alguns detalhes da negociação ainda estão sendo resolvidos por empresa e clube, para que tudo esteja alinhado. Na Kah Sports, o departamento jurídico da empresa está analisado todos os fatores antes de assinar.

Na última sexta-feira, em entrevista a Rivelino Teixeira na Rádio Difusora, no programa Show de Bola, Hik Derbas, um dos sócios da Kah Sports, disse numa escala de 0 a 10, a parceria está alinhada em 9.9. “Mas por filosofia nossa somente divulgamos que está tudo concreto, quando está assinado”, contou.

A parceria englobaria as categorias sub-15 e 17 e o futebol profissional do Paulista por uma temporada. As categorias sub-15 e 17 do Galo treinariam em São Paulo, no CT do Fut Talentos, um braço da Kah Sports. Os dois times apenas viram para Jundiaí para atuar no Dal Santo.  O profissional deverá treinar e atuar como mandante no Jayme Cintra.

Na entrevista, Hik disse que jogadores que tem contrato com o Paulista seriam avaliados e podem integrar o time na 4ª divisão do Paulistão, que começa no dia 6 de abril, contra o São José, fora de casa. O zagueiro Papaléguas e o meia Magno estão treinando no XV de Jaú, time que disputará a 4ª divisão do Estadual, mas a Kah Sports tem interesse que os dois sejam avaliados - eles têm contrato até o fim de 2020 com o Galo.

Hik na entrevista disse que uma eventual parceria com o Red Bull no futuro não atrapalharia nada a negociação que eles e Paulista estão tendo para o ano de 2019, mas que por contrato ele não poderia passar mais detalhes.
Leia Mais ►

Thiago Batista: Em 12 anos, o Paulista desceu “6 níveis”



O Paulista em aproximadamente 40 dias estreia na 4ª divisão do Campeonato Estadual. Nenhum clube no futebol brasileiro desceu tanto de nível como o Galo neste período. Se a gente for fazer uma “pirâmide” da atual estrutura do futebol brasileiro o nível é este.

Sistema pirâmide
Nível 1 ou 1ª divisão - Série A do Brasil
Nível 2 ou 2ª divisão - Série B do Brasil
Nível 3 ou 3ª divisão - Série C do Brasil
Nível 4 ou 4ª divisão - Série d do Brasil
Nível 5 ou 5ª divisão - 1ª divisão estadual
Nível 6 ou 6ª divisão - 2ª divisão estadual
Nível 7 ou 7ª divisão - 3ª divisão estadual
Nível 8 ou 8ª divisão - 4ª divisão estadual

Hoje, o Paulista está no nível 8 do futebol brasileiro, ou “8ª divisão do Campeonato Brasileiro”. Em 2007, o Paulista fazia parte do segundo nível. Sim, segundo nível. Era da Série B do Brasil. Caiu demais.

Somente um clube de 2007 para cá está em situação pior: o Grêmio Barueri, pois este que chegou a conquistar o acesso a Série A em 2008, ou seja chegou ao topo da pirâmide, se encontra inativo em 2019.  Outro clube que chegou a estar no nível 2 do Brasil e está hoje igual o Paulista é o Marília.

Da Série B de 2007, os times estão nesta situação hoje:
Nível 1 -> Disputam a 1ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série A) - Fortaleza, Avaí e Ceará
Nível 2 -> Disputam a 2ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série B) - Coritiba, Vitória, Criciúma, CRB e  Ponte Preta
Nível 3 -> Disputam a 3ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série C) - Santa Cruz e Remo
Nível 4 -> Disputam a 4ª divisão do Campeonato Brasileiro (Série D) - Brasiliense, São Caetano e Ituano
Nível 5 -> Disputam no máximo a 1ª divisão do seu estado - Brasiliense
Nível 6 -> Disputam no máximo a 2ª divisão do seu estado - Santo André
Nível 6 -> Disputam no máximo a 3ª divisão do seu estado - Ipatinga e Portuguesa
Nível 8 -> Disputam no máximo a 41ª divisão do seu estado - Marília e Paulista
Inativo -> Não disputa qualquer competição nacional ou estadual atualmente - Grêmio Barueri

O Paulista precisa urgentemente sair do chão desta pirâmide e escalar de volta a ficar próximo da pirâmide. Os diretores do clube precisam parar de pensar pequeno. O Galo está a menos de 40 dias de estrear na 4ª divisão e ainda não tem definidos de forma digamos concreta o treinador da equipe profissional e nem quais jogadores terá à disposição. Está querendo um parceiro para disputar a 4ª divisão do Paulistão. Mas deveria procurar e fechar com parceiro até o começo do ano, não na véspera de iniciar a competição.

A diretoria do Paulista precisa parar de pensar pequeno. Parar de pensar que tudo é gasto, que se subir e chegar por exemplo a uma Série D do Brasileiro o gasto será maior. Clube de futebol não é banco. Clube de futebol vive de conquistas, de vitórias. Tem que ter responsabilidade sim. Mas se disputar uma Série D do Brasileiro o gasto será maior, o dinheiro que entrará no caixa será maior com direitos de transmissão (ano passado tinha canal da televisão paga mostrando jogos da 4ª divisão do Brasileiro), patrocínios e interesse do torcedor em ir ao estádio.

Pois se o torcedor não aguenta mais de 1ª divisão de Campeonato Estadual seja, o apaixonado pelo clube grande ou pelo time pequeno, imagine o torcedor de um time da 4ª divisão Estadual. No fundo, especialmente todos os clubes pequenos e de médio porte, querem o grande cenário, e no Brasil se chama Campeonato Brasileiro, independente da letra da Série que leva.
Leia Mais ►

Tabelas


Temas