PUBLICIDADE

CBF muda formato de disputa da Série C do Brasileirão

PUBLICIDADE

Por Redação do Esporte Jundiaí
Foto: Divulgação

A Confederação Brasileira de Futebol acatou, em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira, na sede da entidade, no Rio de Janeiro, uma mudança de fórmula no Campeonato Brasileiro da Série C após oito temporadas.

A primeira fase com duas chaves de dez clubes em cada uma delas está mantida. Mas, na segunda etapa, a competição passa a ter dois quadrangulares para definir os quatro times que terão as vagas na Segunda Divisão. A informação foi confirmada pelo presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior.


O playoff dará lugar a dois quadrangulares, com partidas disputadas em regime de ida e volta. Os dois primeiros de cada grupo decidem o título. Os segundos colocados também garantem vaga para a Série B de 2021, mas sem necessidade de confronto de mata-mata.

Como fica a divisão dos quadrangulares:
Quadrangular 1: 1º lugar do grupo A; 2º lugar do grupo B; 3º lugar do grupo A; 4º lugar do grupo B
Quadrangular 2: 1º lugar do grupo B; 2º lugar do grupo A; 3º lugar do grupo B; 4º lugar do grupo A

Antes dos duelos decisivos, no entanto, os times começam a competição da mesma maneira dos últimos anos. Serão duas chaves com dez times em cada uma delas. O critério de divisão regionalizado também segue como nas temporadas anteriores. Os times das chaves duelam entre si em jogos de ida e volta.

Grupo A: Botafogo-PB, Ferroviário-CE, Imperatriz-MA, Jacuipense-BA, Manaus-AM, Paysandu-PA, Remo-PA, Santa Cruz-PE, Treze-PB e Vila Nova-GO
Grupo B: Boa Esporte-MG, Brusque-SC, Criciúma-SC, Ituano-SP, Londrina-PR, Ypiranga-RS, São José-RS, São Bento-SP, Tombense-MG e Volta Redonda-RJ

A definição do novo formato partiu de uma proposta liderada pelo Santa Cruz, com participação do Paysandu e Remo. A ideia é diminuir a possibilidade de erros de arbitragem interferirem diretamente no acesso. Uma das maiores reclamações do Papão é referente ao duelo contra o Náutico, que acabou com uma polêmica envolvendo o árbitro.

Estádios menores Outra mudança no regulamento é em relação à capacidade dos estádios para a segunda fase. Diferente da temporada passada, praças esportivas com capacidade inferior a 10 mil pessoas serão permitidas.

Antigo formato De 2012 a 2019, a Série C do Brasileiro foi disputada com dois grupos regionalizados de dez equipes. Os duelos eram de ida e volta entre os times da mesma chave. Em seguida, os quatro melhores de cada lado avançavam para uma sequência de mata-mata.

Nas quartas de final, os vencedores já garantiam o acesso à Série B do Brasileiro. Semifinal e final serviam para definir o campeão da competição.
CBF muda formato de disputa da Série C do Brasileirão CBF muda formato de disputa da Série C do Brasileirão Reviewed by Thiago Batista de Olim on 18:19 Rating: 5
PUBLICIDADE