Por Redação do Esporte Jundiaí

Imagine defender um pênalti em um jogo decisivo de quartas de final de uma copa nacional. Agora imagine pegar quatro penalidades. Impossível? Não para Daniel Batz. Esse desconhecido goleiro foi o herói do modesto Saarbrücken, da Quarta Divisão, contra o Fortuna Dusseldorf, da Primeira, nesta terça-feira, pela Copa da Alemanha. Com cinco pênaltis defendidos, ele garantiu a classificação histórica de sua equipe para a semifinal do torneio.

As duas equipes empataram por 1 a 1 no tempo normal, em jogo disputado na casa do Saarbrücken, em Völklingen, no sudoeste alemão, na fronteira com a França. Ainda no tempo normal, Bratz pegou um pênalti cobrado por Hennings, aos 38 minutos do segundo tempo.

Com o empate, a decisão do confronto, que é em jogo único, foi para as cobranças de penalidades. O goleiro, de 29 anos e que já teve passagens pelo Freiburg, pegou mais quatro pênaltis: de Karaman, Stöger, Zimmermann e Jorgensen. Sim. Ele defendeu. Nenhum chute foi para fora.

O Saarbrücken, que já havia eliminado o Colônia, chega pela quarta vez à semifinal da Copa da Alemanha. A última havia sido na temporada 1984/85. Sua última participação na Primeira Divisão do país foi em 1992/93.