Por Thiago Batista
Foto: Divulgação

A mesatenista jundiaiense Joyce Oliveira, atleta da classe 4, foi a grande destaque entre os brasileiros na atualização do ranking mundial paralímpico de março. Ela subiu uma posição e agora ocupa o oitavo lugar, uma posição acima do mês anterior. Em um mês com poucos torneios internacionais, a atleta, já classificada para a Paralimpíada foi a única brasileira a avançar na lista.

O país segue com ótima representação nas principais posições do ranking mundial paralímpico. Ao todo, 20 atletas brasileiros ocupam posições entre os 25 melhores do mundo em suas respectivas classes. No top-10, são sete atletas, contando com Joyce Oliveira. Bruna Alexandre e Cátia Oliveira são as representantes no top-5, nas classes 10 e 2, respectivamente.

Essa contagem poderia até ter uma melhoria em abril, mas em função do surto de coronavírus nenhum atleta brasileiro irá participar do Aberto Costa Brava, na Espanha, que será disputado nesta semana. Os principais atletas do país seguem em preparação no Brasil, inclusive com sessões de treinos intensivos, como a que aconteceu em fevereiro, no Centro Paralímpico Brasileiro. Outros quatro períodos de treinos estão previstos até a realização da Paralimpíada.

O tênis de mesa brasileiro quer igualar ou superar a melhor campanha da história nos Jogos Paralímpicos, obtida em 2016, no Rio de Janeiro. Para isso, além do individual, conta também com a possibilidade de brigar por medalhas nos torneios de equipes. Na última Paralimpíada, foram quatro pódios dos brasileiros na modalidade.