28/04/2020

Médico da Fifa quer cartão amarelo para quem cuspir no gramado



O retorno do futebol em meio à pandemia do coronavírus ainda está cercado de dúvidas e incertezas. Para Michel D’Hooghe, presidente do Comitê Médico da Fifa, além de protocolos de segurança, serão necessárias medidas punitivas aos atletas quando a bola voltar a rolar. Mais especificamente àqueles que cuspirem em campo.

“É uma prática comum no futebol e pouco higiênica. Por isso, quando o futebol voltar, penso que deveríamos evitá-la ao máximo. A questão é se isso será possível. Talvez com um cartão amarelo”, disse D’Hooghe, em entrevista ao jornal inglês "Daily Telegraph". “(Cuspir) não é higiênico e é uma boa maneira de espalhar o vírus. E essa é uma das razões pelas quais temos de ter muito cuidado antes de a bola voltar a rolar. Não sou pessimista, mas neste momento sou muito cético relativamente a isso”, completou Michel D’Hooghe.

Esta não é a primeira vez que o presidente do comitê médico da Fifa manifesta algumas reservas quanto ao retorno do futebol nesta temporada. No início do mês, D’Hooghe pediu cautela na tomada de decisões sobre o regresso das competições, mesmo com portões fechados, uma vez que "é impossível que os jogadores respeitem uma distância de 1,5 m entre si".

Por Globoesporte.com
Médico da Fifa quer cartão amarelo para quem cuspir no gramado Médico da Fifa quer cartão amarelo para quem cuspir no gramado Reviewed by Thiago Batista on 15:30 Rating: 5