PUBLICIDADE

No Brasil, só 7% das cidades têm um time profissional de futebol

PUBLICIDADE


A pandemia obrigou os brasileiros a viver sem o futebol. Mas essa já é a realidade de 100 milhões de pessoas, quase metade da população do país, que vivem em cidades sem um time profissional. Pesquisa da consultoria Pluri mostra os 650 times que disputam competições oficiais no Brasil no ano passado estão em apenas 422 dos 5.570 municípios. É apenas 7%.

Para dirigentes e especialistas, os dados revelam a concentração do esporte aos grandes centros urbanos e colocam em xeque a expressão "País do futebol".

O estado de São Paulo mostra as duas faces da moeda. É a unidade com mais clubes, 89 ao todo, mas concentra 40% das cidades acima de 100 mil habitantes que não têm um time profissional. "Proporcionalmente, São Paulo está sub representado. É um estado que representa cerca de 35% do PIB do Brasil, mas com apenas 14% dos clubes. Existe força econômica e população suficiente para aumentar esse número", analisa Fernando Ferreira, fundador da Pluri.

Localizada a 21 quilômetros da capital paulista, Carapicuíba exemplifica os dados da pesquisa. Com uma população de quase 500 mil habitantes, a cidade que se apoia no comércio como principal atividade econômica não tem um time profissional. O estádio municipal, com capacidade para cinco mil pessoas, só recebe partidas de futebol amador. A última foi em dezembro do ano passado, muito antes da pandemia.

Estudiosos e dirigentes apontam que esse processo de concentração dos clubes profissionais nos grandes centros urbanos muda a própria relação do País com o futebol.

Na falta de um time profissional, muitos estados apostam no futebol amador. É o caso da Bahia, unidade com menor distribuição do futebol em seu território, somando apenas 2,6% de seus municípios com clubes profissionais. "Apenas 16 clubes disputam competições profissionais por lá, somando primeira e segunda divisão, e estão distribuídos em 11 cidades. É uma taxa baixíssima. Mas eles contam com um dos maiores campeonatos amadores do Brasil, entre cidades e não entre clubes, e acreditam que suprem essa carência de times profissionais. É uma escolha que na verdade deveria existir como alternativa", revela Fernando Ferreira.

Por Thiago Batista, com informações da Agência Estado /// Foto: Thiago Batista
No Brasil, só 7% das cidades têm um time profissional de futebol No Brasil, só 7% das cidades têm um time profissional de futebol Reviewed by Thiago Batista on 16:00 Rating: 5
PUBLICIDADE