Presidente do Bahia, clube que foi semifinalista da Série A do Amador de Jundiaí no ano passado, Jil, espera quando passar a pandemia que o clube possa concluir a sua participação na Taça do Interior, que ocorre em Várzea Paulista nas oitavas de final. O diretor acredita que será difícil a realização do Campeonato Amador de Jundiaí, por causa da pandemia.

“Já estamos na Taça do Interior e nesse momento não consigo imaginar outra competição devido ao coronavírus”, explica o diretor em entrevista ao Esporte Jundiaí.

Em relação ao elenco, segundo o presidente o time é como uma família onde muda pouco jogador. “Temos time pra disputar qualquer competição que vier ser disputada na região em 2020”, afirma.

Para ele é difícil garantir algo seguro para os atletas possam atuar com segurança e o certo acreditar é esperar que a curva de infectados, mortes e casos ativos diminua para seja discutido algo. “Minha sugestão é aguardar as coisas melhorarem para que todos possam ter segurança de praticar o futebol e como os outros esportes”, conta.

Sobre protocolos para jogar ele diz que vai seguir as orientações dos órgãos de saúde, mas imagina que seria ruim para o seu time jogos sem presença de público. “É difícil jogar sem público para nós do Bahia que tem uma torcida fanática e familiar. Seria muito ruim”, afirma.

 O dirigente afirma que os mais de cem dias sem poder o time jogar está sendo ruim. “Triste sem jogar nos finais de semana por que somos apaixonados pelo futebol faz parte das nossas vidas então é muito difícil ficar sem os jogos”, completa.

Por Thiago Batista