Em live realizado no seu novo canal de comunicação nas redes sociais, o P.F.C TV, a diretoria do Paulista, através do presidente Rodrigo Alves e do diretor jurídico Marcos Zuffo, falaram sobre como pegaram o clube e os projetos futuros. E entre as novas iniciativas estão o lançamento essa semana de um novo plano de sócio-torcedor. A divulgação deve ocorrer entre quarta (15) e quinta-feira (16) [o vídeo completo pode ser visto no fim deste texto].

“Já montamos o projeto, pois será algo bacana. Terá planos de R$ 29,90 até R$ 50. Temos parceiros como restaurantes, farmácias, supermercados. Temos quase 60 parceiros que arranjamos e a nossa meta é chegar em 200. O torcedor terá benefício quando for sócio-torcedor. A nossa meta é chegar a três mil sócios, e assim montamos um time competitivo”, declarou Marcos Zuffo.

Durante a live que durou mais de uma hora, e contou com apresentação do radialista Adilson Freddo (do Time Forte do Esporte da Rádio Difusora), foram abordadas as últimas parcerias que o clube teve.


Sobre a parceria com o Banco Fator, Zuffo trouxe notícias positivas. “Ano passado teve uma sentença e foi feito um condomínio de processos do Paulista, e nesta sentença diz que o Paulista foi prejudicado por essa parceria e o juiz disse que o Paulista é devedor de R$ 2milhões e o restante é do Banco Fator”.

Zuffo disse que as últimas parcerias já foram também encerradas. “Com a Fut Talentos terminou em dezembro do ano passado e com a Kah Sports em fevereiro deste ano. Agora a diretoria do Paulista administra todo clube, e não temos parceiro”, disse.

“Não aceitaremos parceria nociva para o clube. A gente precisa preservar o Paulista e as últimas parcerias não foram boas para o clube. Parmalat por exemplo foi excelente para o Paulista. A gente terá um pouco de critério”, afirmou em outro trecho da live.

Rodrigo enfatizou que deseja resgatar no clube, o espírito de revelar jogadores e que o Paulista seja a referência no Aglomerado Urbano de Jundiaí. “A ideia é resgatar a base e ter todo domínio, até mesmo do Aglomerado. Queremos ter 80% dos jogadores da nossa região”, declarou.

O presidente também falou que atualmente os únicos rendimentos financeiros do Paulista estão sendo na venda dos produtos. “Hoje a torcida está ajudando o clube comprando os produtos nos plantões de venda e no e-commerce, no qual nas máscaras tivemos um retorno surpreendente. E é com essa receita que a gente faz os pagamentos”, finalizou.


Volta aos gramados
Sobre a volta da Série A3, Zuffo acredita que a competição volte no fim de agosto, começo de setembro. “Até sexta-feira passada não tínhamos uma previsão, agora o presidente da FPF disse que a A3 deve voltar no fim de agosto e começo de setembro. Esse desmonte de jogadores como teve no Paulista ocorreu com todos os times. A gente quer saber como vamos voltar. A nossa situação no campeonato é crítica, mas se a gente ganhar três jogos se livramos do rebaixamento e se vencer as quatro conquistamos a classificação e temos uma camisa forte", declarou otimista.

“A gente precisa ser criativo e temos alguns planos para montar o time. Se não fosse a pandemia o Paulista iria cair, com toda sinceridade. A gente precisa montar um time competitivo e a camisa do Paulista é forte e não estamos com medo, estamos trabalhando. O primeiro passo do objetivo é escapar do rebaixamento e o segundo passo é tentar se classificar. Se ocorrer que tiver que disputar uma Bezinha, se por acaso ocorrer, é montar uma base, fazer um time, pois o clube está se estruturando. Objetivo é montar uma base. Quando uma nova diretoria assumir não vai pegar terra arrasada”, finalizou o diretor jurídico sobre o assunto montagem de time.

- Duas das quatro cotas da A3, a FPF não pagou sem a realização de jogos


Outros pontos abordados
- Confirmaram que ocorreram reformas na sala médica, vestiário, academia e agora sala de imprensa, como revitalização no estacionamento
- Se planeja uma área de aquecimento onde terá gramado sintético
- Foi acertado na administração de Rogério Levada como presidente com 72 reclamantes (pendencias judiciais) e acertou-se um R$ 1milhão
- Zuffo explicou que cotas da FPF nos últimos anos estavam bloqueadas. Desde janeiro, das cotas da FPF, 50% vai para os credores e 50% para o Paulista tocar a sua administração
- Na live, Zuffo disse quando chegou ao Paulista estava três meses de salários atrasados e que o clube estava quase zerando os pagamentos atrasados quando chegou a pandemia da covid-19. O diretor jurídico afirmou que vai pagar tudo que está atrasado aos atletas


LIVE DO PAULISTA 13/07/20
PARTICIPAÇÕES...

RODRIGO ALVES : PRESIDENTE
DR. MARCOS ZUFFO : dir. Jurídico e Futebol
Apresentação: Adilson Freddo

Técnica: Marquinhos Boleiro
Som : louis Edward / SoundStaff
Cinegrafista: Marcos Bocci
Publicado por PFCTV em Segunda-feira, 13 de julho de 2020
Por Thiago Batista
Foto: Extraída da transmissão da P.F.C TV