A Federação Paulista de Futebol pediu nesta terça-feira (7) ao governo do estado de São Paulo o retorno do Paulistão para o dia 22 de julho. A informação é do repórter André Hernan, do Grupo Globo. A confirmação data ainda depende de aprovação do governador João Doria e do Comitê de Gerenciamento de Combate ao Coronavírus no estado de São Paulo. Sobre a Série A3, competição onde está o Paulista, nenhuma data ainda foi colocada na mesa, até mesmo para retorno de treinamentos dos times e volta da competição - o mesmo ocorre para Série A2.

Caso se confirme o reinicio do Estadual da 1ª divisão no próximo dia 22, serão necessárias seis datas – três quartas e três domingos para sua conclusão, o que faria a competição terminar justamente no fim de semana de início do Brasileirão, previsto para 8 ou 9 de agosto.

O documento prevê ainda que os 16 clubes que disputam a Série A1 do Paulistão fiquem confinados antes dos jogos em locais previamente determinados para o controle dos profissionais envolvidos nas partidas.

Faltam duas rodadas para o fim da fase de classificação do Paulistão. No mata-mata, as equipes jogam uma vez pelas quartas de final, uma pela semifinal e duas na grande decisão, totalizando seis confrontos.

Existe a possibilidade da final do Estadual ser realizada em uma única partida, em decisão que poderá ser colocada em votação no arbitral – que será marcado assim que o Governo de São Paulo confirmar a data de retorno do futebol profissional da Série A1 no estado.

Por Thiago Batista
Foto: Divulgação