PUBLICIDADE

Paulistão mais longo da história teve presença do Paulista em campo

PUBLICIDADE


Se tudo der certo, e a segunda partida da final acontecer mesmo em 8 de agosto, o Campeonato Paulista de 2020 terá sido o mais longo deste século, com 6 meses e 17 dias de disputa. Interrompido em 16 de março por causa da pandemia da covid-19, deverá ser retomado na próxima quarta-feira (22). Mas não chegará nem perto do Paulista mais demorado da história: o de 1978. Essa edição contou com a presença do Galo, que no fim acabou sendo rebaixado para a ‘Segundona”.

Santos e São Paulo decidiram o torneio daquele ano, que teve a última partida em 28 de junho de 1979. Foram 10 meses e 8 dias até a definição do campeão. Em um dos regulamentos mais confusos da história da competição, o Santos levantou a taça depois de três turnos e três finais diante do São Paulo, mesmo depois de perder a última, por 2 a 0.

Os dois primeiros turnos levaram oito meses e tiveram Corinthians e Ponte Preta como campeões depois de playoffs com semifinais e finais. Mas as conquistas lhes deram o direito apenas de avançarem para um terceiro turno idealizado pelos dirigentes.


Além dos vencedores dos turnos, se classificaram mais oito equipes. Uma delas, a Francana, foi incluída por ter tido a maior renda entre os clubes que não obtiveram a vaga em campo. A Portuguesa entrou por causa do melhor ataque. 

Paulista e Juventus, vencedores do "Torneio Incentivo", campeonato organizado entre os eliminados, também tiveram direito de participar. Como o time de Jundiaí havia sido penúltimo no geral e teria de jogar um desempate para evitar o rebaixamento, foi substituído pelo Botafogo de Ribeirão Preto. No fim, o Tricolor acabou rebaixado naquela edição ao perder a série para o Velo Clube, que foi o vice-campeão da Segundona de 1978.

As semifinais teve o Santos eliminando o Guarani por 3 a 1, enquanto o São Paulo passando pelo Palmeiras por 1 a 0 – após prorrogação.

Na final, o São Paulo tinha melhor campanha em pontos que o Santos, mas o regulamento para jogar com a vantagem do empate após a série de três jogos não era quantidade de pontos acumulados e sim gols marcados no terceiro turno. O Santos fez 18 contra 14 do rival.

Na decisão, o Santos venceu a primeira decisão por 2 a 1 e empatar a segunda em 1 a 1, perderão a terceira e decisiva partida por 2 a 0. Como saldo de gols não valia na decisão, empate em pontos a definição do título foi para 30 minutos extras, com placar zerado e a vantagem do Peixe. O Santos segurou 0 a 0 e conquistou o Estadual.

Era uma época que muitos torcedores e dirigentes viam o estadual como um título mais importante do que o Brasileiro e não davam grande atenção à Libertadores, o Paulista de 1978 conseguiu o que parecia difícil. Foi mais longo do que o torneio de 1977, que havia consumido 8 meses e 8 dias do calendário dos clubes, mas pelo menos havia começado e terminado no mesmo ano.



Por Thiago Batista
Fotos: Divulgação
Paulistão mais longo da história teve presença do Paulista em campo Paulistão mais longo da história teve presença do Paulista em campo Reviewed by Thiago Batista de Olim on 10:00 Rating: 5
PUBLICIDADE