A covid-19 afetou todos os setores da sociedade e a área do esporte não foi diferente, o setor vive as dificuldades com o cancelamento de eventos, perda de patrocínios e também a diminuição de renda dos esportistas. Apresentado pelo deputado federal Felipe Carreras (PSB/PE), o Projeto de Lei 2.824/2020 prevê medidas emergenciais para setor esportivo durante pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Nesta terça-feira (7), o relator da matéria, deputado Alexandre Frota (PSDB/SP) protocolou o seu substitutivo ao projeto de lei; e é esse novo documento que será votado.

“O substitutivo nada mais é que, o projeto original com as alterações promovidas pelo relator. Ele alterou muitas coisas, acatou duas emendas do Deputado Alessandro Molon (PSB/RJ), que foram sugeridas pela Senadora Leila Barros (PSB/DF). Interessante notar que inclusive eles avançaram em alterações na Lei Pelé, mas no tocante a governança, que é muito importante. Então, além das medidas emergenciais de apoio ao esporte, o projeto trata também da governança, da transparência, da responsabilização dos gestores”, explicou o vice-presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Wlamir Leandro Motta Campos,

O PL 2824/2020 é um Projeto de Lei para o esporte que recebe o Regime de Urgência para votação na história do parlamento brasileiro, exclusivamente para o esporte amador que prevê ações emergenciais para o setor durante a pandemia da covid-19.

O PL está previsto para entrar em votação nesta quinta-feira (9) e campanhas de apoio foram criadas para comunidade esportiva apoiar o projeto.

Por Redação Esporte Jundiaí