Em conversa com a reportagem do Esporte Jundiaí neste domingo (12), o agora ex-presidente da Liga Jundiaiense de Futebol, Serginho Aguiar, disse que não será candidato nas eleições que a Justiça obrigou a serem marcadas agora pelo novo administrador judicial da entidade, Joaci Ferreira (em no máximo 180 dias).

“Eu já ia chamar eleições, agora é com ele (Joaci) e os clubes. Agora se sou presidente de clube, exigiria que fosse já (as eleições)”, contou. Serginho disse que vai retornar ao cargo que tinha, agora como presidente do União Sorocabana.

Serginho disse que até agora Joaci Ferreira não o procurou para saber sobre a situação que estava a entidade. “Não (me procurou) e nem quero. Que procure o advogado. O caminho foi judicial, e que continue assim”, afirmou.

Sobre pendências na entidade, Serginho somente disse quatro palavras. “Sempre Tem alguma coisa”, declarou.

O agora ex-presidente da Liga Jundiaiense de Futebol perguntado sobre quantos times já haviam pago as inscrições para o campeonato de 2020, declarou o seguinte. “Não houve cobrança de inscrição. Assim que começasse o campeonato, teríamos uma parceria, estava tudo certo. É só o próximo presidente manter. (Os times) fariam os uniformes com o Fagundes, e a Liga teria um patrocínio, aí eles não pagariam taxa de inscrição”.





Por Thiago Batista
Foto: Thiago Batista