A Federação Paulista de Tênis divulgou em seu site na que as competições de beach tennis voltam na próxima sexta-feira (21), depois de quatro meses sem qualquer tipo de evento no estado.

 

O primeiro evento será no CT Arena Nacional, em São Paulo, entre 21 e 23 de agosto. A competição tem o nome de 2º DF4 Open de Beach Tennis. Cidade que faz divisa com Jundiaí, Itatiba recebe entre 4 e 7 de setembro o 3° Quicksand Open de Beach Tennis.

 

O calendário será divulgado mensalmente, havendo possibilidade de cancelamentos e/ou adiamentos de torneios previamente divulgados.

 

Os torneios estarão com uma cara um pouco diferente, devido as normas descritas pelo protocolo da entidade e as medidas de prevenção da covid-19 estipuladas pelas autoridades.

 

A FPT estabeleceu um protocolo de normas mínimas para a organização de torneios de Tênis e Beach Tennis no Estado de São Paulo, tomando como base as recomendações da ITF (International Tennis Federation) e CBT (Confederação Brasileira de Tênis), que por sua vez seguem as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde).

 

Para evitar o máximo possível de aglomeração de atletas durante o torneio, a FPT irá estabelecer para cada torneio uma quantidade de inscrições compatíveis com as instalações do local dos jogos e flexibilizar e adaptar os horários da programação.

 

No dia do evento as normas são as seguintes:

- A FPT irá realizar verificação de temperatura e disponibilizará álcool em gel na mesa de arbitragem

- Evitar aglomeração no entorno das quadras

- Manter o distanciamento social e evitar toque físico com os demais participantes

- Atletas devem evitar levar acompanhantes

- O atleta deve apresentar-se no local de jogos devidamente trajado e pronto para jogar com 5 min de antecedência

- Somente pode participar do torneio caso não apresente nenhum sintoma do covid-19

- O atleta deve comunicar imediatamente a FPT pelo e-mail beachtennis@tenispaulista.com.br caso apresente os sintomas nos 14 dias após o torneio disputado. Em caso positivo, a identidade do atleta será preservada, mas a FPT irá comunicar os demais atletas sobre o ocorrido.

 

Por Thiago Batista