PUBLICIDADE

Empatados, Corinthians e Palmeiras fazem a 7ª decisão estadual na história

PUBLICIDADE


Corinthians e Palmeiras fazem nesta edição do Paulistão Sicredi 2020 a sétima decisão estadual entre eles na história. Os arquirrivais estão empatados com três títulos para cada lado e disputam a hegemonia no confronto em finais estaduais. Os jogos serão nesta quarta-feira (5), na Arena Corinthians e sábado (8) no Allianz Parque.

 

Na história, o Palmeiras venceu as três primeiras decisões disputadas pelos títulos de 1936, 1974 e 1993, enquanto o Corinthians descontou essa vantagem alviverde conquistando as taças de 1995, 1999 e 2018.

 

Vantagem alviverde

A primeira decisão direta entre as equipes aconteceu em 1937, valendo o título do Paulista de 1936. Campeão do primeiro turno, o Corinthians enfrentou o então Palestra Itália, campeão do segundo. Ficaria com o título quem somasse quatro pontos e o alviverde venceu o primeiro por 1 a 0, viu o título ser evitado com o empate sem gols na segunda partida e ficou com o título no terceiro jogo. Luizinho e Moacyr marcaram ainda no início do jogo e Filó descontou inutilmente para o Corinthians já na segunda etapa.

 

Mais de três décadas depois, o expediente se repetiu no Campeonato Paulista de 1974. Melhor time do primeiro turno, os alvinegros viram os alviverdes vencer o segundo e se qualificar à final em dois jogos. Sem vencer o estadual há 20 anos, a torcida corintiana vivia grande expectativa pelo título. Após o empate por 1 a 1 no primeiro jogo, Ronaldo marcou no segundo confronto para dar a taça ao Palmeiras. A decisão marcou a despedida do craque Rivelino do Parque São Jorge.

 

Quase 30 anos depois, quem vivia um jejum de títulos era o Palmeiras. Em 1993 já se passavam 16 anos sem conquistas. Vice em 1992, quando perdeu para o São Paulo, agora o rival seria o Corinthians do atacante Viola, que marcou o gol da vitória no primeiro confronto e imitou um porco, em provocação aos palmeirenses. No segundo confronto –tenso e cheio de expulsões- o Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo venceu no tempo normal por 3 a 0, ampliou o placar na prorrogação e ficou com a taça.

 

Empate alvinegro

Dois anos depois, o Corinthians venceria a primeira decisão estadual contra o rival num contexto extremamente desfavorável. Vice-campeão paulista e do Torneio Rio-SP em 1993 e do Campeonato Brasileiro em 1994, derrotado pelo Palmeiras, os corintianos enfim festejaram. Com as duas partidas em Ribeirão Preto e dois empates por 1 a 1 com gols de Marcelinho Carioca e Nilson, nos tempos normais, coube a Elivélton, na prorrogação, marcar o gol do título corintiano.

 

Quatro anos depois, os rivais viviam outro grande momento da história do dérbi. Com diversos encontros pela Taça Libertadores da América, o Campeonato Paulista de 1999 foi o ponto alto do período para os corintianos, derrotados nos mata-mata continentais. Um mês depois da eliminação na Libertadores, eles se reencontraram com o Palmeiras em meio à decisão do título continental. Derrotado por 3 a 0 no domingo, 13 de junho, no primeiro jogo da final do Paulista, o Palmeiras foi campeão da América na quarta-feira, 16. No domingo seguinte, na partida de volta, empate por 2 a 2 com direito a briga generalizada e a segunda conquista corintiana sobre o rival.

 

Em 2018, no último confronto entre eles na decisão, uma novidade: as novas arenas. Corinthians e Palmeiras voltavam a decidir um título paulista em suas casas depois de 81 anos, quando fizeram as finais da edição de 1936 no Parque Antarctica e no Parque São Jorge. Em campo, o Palmeiras venceu na Arena em Itaquera o jogo da ida por 1 a 0, mas viu o Corinthians devolver a vitória pelo mesmo placar no Allianz Parque. Nos pênaltis, melhor para os alvinegros.

 

O desempate tem início nessa quarta-feira (5) quando o Corinthians recebe o Palmeiras na sua Arena, em Itaquera, às 21h30. O jogo da volta está marcado para o sábado (8), às 16h30, no Allianz Parque.

 

CORINTHIANS

 

PALMEIRAS

 

Cássio

Fagner

Gil

Danilo Avelar

Carlos

Gabriel

Éderson

Luan

Ramiro

Mateus Vital

Weverton

Marcos Rocha

Luan

Gustavo Gómez

Matías Viña

Patrick de Paula

Gabriel Menino

Ramires

Willian

Rony

Luiz Adriano

 

 

Técnico: Tiago Nunes

Esquema: 4-2-3-1

Técnico: Luxemburgo

Esquema: 4-3-3

 

 

Desfalques: Nenhum

Desfalques: Felipe Melo e Gabriel Verón (machucados) e Luan Silva (transição física)

Árbitro: Raphael Claus

Assistentes: Neuza Inês Back e Daniel Paulo Ziolli

Arena Corinthians, em São Paulo, às 21h30 de 5/8/20

 

Por Redação Esporte Jundiaí

Empatados, Corinthians e Palmeiras fazem a 7ª decisão estadual na história Empatados, Corinthians e Palmeiras fazem a 7ª decisão estadual na história Reviewed by Thiago Batista de Olim on 06:00 Rating: 5

Últimas - Confira!!!

PUBLICIDADE