A TV Globo não vai mais exibir a Fórmula 1 a partir de 2021. A emissora carioca desistiu da compra dos direitos de transmissão da maior categoria do esporte a motor e com isso não haverá mais transmissões na emissora aberta e também no canal a cabo SporTV, que faz parte do Grupo Globo.

 

A negociação estava sendo feita junto ao Liberty Media, o grupo detentor dos direitos comerciais do Mundial, mas não houve acordo devido aos valores pedidos pelos americanos para a renovação do contrato. Dessa forma, o campeonato perde um dos únicos canais abertos a mostrar a competição no mundo.

 

A não renovação da F1 também afeta as transmissões de treinos livres e reprises da Fórmula 1 no SporTV, do Grupo Globo. As provas da atual temporada continuam sendo exibidas normalmente pela emissora e pelo canal fechado. No domingo (30), às 10h10 (horário de Brasília), acontece o GP da Bélgica, com exibição da Globo para todo o Brasil. Na sexta e sábado os treinos passam no SporTV.

 

Segundo o site Grande Prêmio, a decisão de não renovar com o Mundial já havia sido tomada pela cúpula da emissora — a família Marinho — antes mesmo do atrasado início da temporada 2020, em julho, e que a situação só viria a mudar se o Liberty Media fizesse uma nova proposta financeira que satisfizesse as novas condições do grupo, que já cortou contratos com a Fifa e a Conmebol, no futebol, e está agindo da mesma forma com acordos altamente dispendiosos em todas as áreas, inclusive as artísticas.

 

A Globo já informou aos seus patrocinadores da atual temporada de que não vai seguir com a exibição do campeonato no ano que vem. Em 2020, a emissora do Rio de Janeiro vendeu apenas cinco de suas seis cotas de patrocínio.

 

Ainda assim, segundo o preço de tabela, viu uma receita de R$ 494,75, o que seria suficiente para cobrir o preço do direito de transmissão da Fórmula 1 oferecido pelo Liberty Media. Só que internamente, a Globo tem de dividir este bolo com as 118 afiliadas para transmitir a corrida em todo o território nacional. Segundo a direção, a conta acaba não fechando.

 

Um dos candidatos para a compra dos direitos da Fórmula 1 em 2021 é a Rio Motorsports, que venceu a licitação para construir o novo autódromo do Rio de Janeiro. A empresa adquiriu os direitos de transmissão da MotoGP, em março, e repassou aos canais Fox Sports. Até o ano passado, a MotoGP era exibida pelo SporTV.

 

Por Thiago Olim