Cumprindo regime semiaberto após ser preso por envolvimento na morte de Eliza Samudio (crime ocorrido em 2010), o goleiro Bruno falhou em sua segunda partida com a camisa do Rio Branco, clube do Acre.

 

A "trapalhada" aconteceu aos 8 minutos do 2° tempo do duelo entre seu time e o Vasco Acreano, válido pela terceira rodada do Campeonato Acreano.

 

O atleta dominou errado e permitiu a finalização do atacante Arlison. Logo depois, ergueu os braços e se desculpou com os companheiros.


 

No momento da falha, a partida estava com o placar de 4 a 0 para o time do goleiro. O Rio Branco, time de Bruno, venceu o confronto por 7 a 1, portanto o único gol que o goleiro sofreu foi motivado por falha dele. Foi o primeiro tento que ele sofreu no seu novo clube.

 

Uma semana antes, Bruno já “causou” no seu novo clube, logo na sua estreia. Aos 34 minutos do primeiro tempo, sua equipe teve um pênalti para cobrar. O goleiro atravessou o campo, mas foi impedido de bater pelo companheiro de time, Vandinho.

 

O camisa 10 do time de Bruno errou a cobrança. Mesmo assim o Rio Branco venceu o Náuas por 2 a 0, na abertura do segundo turno do Estadual. Após este jogo, o goleiro evitou o contato com parte da imprensa que estava no estádio Estrelão, na capital acreana

 

Bruno está no clube há um mês e sua contratação foi bastante criticada nas redes sociais, por integrantes do time feminino do Rio Branco e também por patrocinadores do clube. O atleta está em regime semiaberto pelo envolvimento no assassinato da ex-namorada Eliza Samudio. Ele pegou a pena de 20 anos de prisão após o julgamento. O crime aconteceu no ano de 2010.

 

Por Thiago Olim

Foto: Divulgação