A Liga dos Campeões foi decidida por alguém de Paris. Não do Paris Saint-Germain, mas sim de um atleta que nasceu em Paris, e fez o gol da vitória do Bayern de Munique. Kingsley Coman marcou o único gol do jogo final da Liga dos Campeões, neste domingo, no estádio da Luz, em Lisboa. O 1 a 0 foi mais do que suficiente para os bávaros conquistarem o seu sexto título na história do torneio.

 

Quem decidiu o jogo não foi Neymar e Lewandowksi que para muitos brigam pelo prêmio de melhor jogador de futebol da temporada 2019/20. Muito menos um titular absoluto e de destaque como Muller e Mbappé. Foi um jogador que foi surpresa na escalação: o parisiense Coman.



O jogador francês, atualmente com 24 anos. entrou no lugar de Perisic, e variando entra a ponta-esquerda e a armação de jogadas foi um dos principais jogadores da partida. E foi premiado com um gol aos 14 minutos do segundo tempo.

 

E pode-se dizer que a lei do ex-se fez presente em Lisboa. Formado nas categorias amadoras do Paris Saint-Germain, estreou profissionalmente pela equipe aos 16 anos de idade no Campeonato Francês, na partida contra o Sochaux em 17 de fevereiro de 2013. No ano seguinte, foi contratado pela Juventus por cinco temporadas.

 


Em 2015 foi emprestado ao Bayern de Munique, e suas boas atuações fizeram o clube alemão comprar o jogador, que agora tem o seu nome cravado na história dos bávaros.

 

O jogo

O primeiro tempo teve os melhores jogadores de cada time na temporada tendo uma oportunidade clara de gol. Primeiro Neymar apareceu cara a cara com o Neuer, com o goleiro alemão fazendo grande defesa. Logo em seguida, Lewandoswki recebeu de costas para o gol, girou e mandou a bola na trave direita de Navas.

 


No segundo tempo, o Bayern no primeiro bom ataque abriu o placar. Kimmich ficou livre na entrada da área para cruzar e encontrou Coman no lado esquerdo do ataque. Ele venceu Kehrer na marcação, e com o seu 1m78cm, e de cabeça fez 1 a 0 para os alemães.  

 

Os títulos do Bayern

O Bayern de Munique com o gol feito por Coman conquistou seu sexto troféu de Liga dos Campeões, que venceu três edições seguidas na década de 70 – 1973/74, 1974,75, 1975/76, depois faturou na temporada 2000/01 e a última conquista era da temporada 2012/13.

 


Por Thiago Batista

Fotos: Divulgação - Uefa