PUBLICIDADE

Ganhador de luta em Jundiaí, espera visto para buscar título mundial de boxe

PUBLICIDADE



Por Thiago Olim - Foto: Thiago Olim

 

Patrick Teixeira só não vai defender pela primeira vez o título mundial dos médios-ligeiros, versão Organização Mundial de Boxe (OMB), em novembro deste ano diante do argentino Brian Castaño, se não conseguir um visto para entrar nos Estados Unidos nas próximas semanas. Em 2018, ele venceu uma luta em Jundiaí, que ocorreu no Bolão.

 

A entrada de brasileiros no país da América do Norte está proibida por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo Patrick Nascimento, manager do pugilista, "estão aguardando abrirem as fronteiras". Além de lutar nos Estados Unidos, Patrick Teixeira também quer treinar em solo norte-americano. O contrato assinado para abril foi adequado para novembro e o duelo está confirmado com a transmissão para o Brasil.

 

Patrick Teixeira ganhou o cinturão em 30 de novembro do ano passado, quando venceu a eliminatória do cinturão diante do dominicano Carlos Adames, em Las Vegas, nos Estados Unidos, por pontos, após 12 rounds sensacionais. Em 7 de abril de 2018, Teixeira venceu Davi El Loco por decisão unânime dos jurados, em confronto que ocorreu no ringue montado dentro do ginásio do Bolão, em Jundiaí.

 

Brian Castaño, de 30 anos, está invicto com 16 vitórias, 12 por nocaute e um empate, frente ao cubano Eryslandy Lara. Ele é o primeiro do ranking da Organização Mundial de Boxe.

Ganhador de luta em Jundiaí, espera visto para buscar título mundial de boxe Ganhador de luta em Jundiaí, espera visto para buscar título mundial de boxe Reviewed by Thiago Batista de Olim on 08:00 Rating: 5

Últimas - Confira!!!

PUBLICIDADE