Por Thiago Olim

 

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse nesta quinta-feira (3) que a cidade deverá permanecer na fase amarela do Plano São Paulo de Flexibilização e que a quarentena será estendida na metrópole. Ou seja, a região do Aglomerado Urbano de Jundiaí que pertence ao Departamento Regional de Saúde de Campinas deve ficar por mais uma semana na faixa amarela, a fase 3 do Plano São Paulo, continuando assim as restrições ao esporte.

 

“Amanhã (sexta-feira) não deve haver nenhuma modificação de cor que nos prejudique. O resultado final ainda terá algumas avaliações, mas, provavelmente, Campinas se mantenha na cor amarela e não deverá haver flexibilização para a cor verde. Pelo menos são os dados deste momento”, disse ele, em trecho publicado no portal Band Multi, do Grupo Bandeirantes de Comunicação. Ele gravou um vídeo também em sua página pessoal no Facebook.

 

De acordo com o prefeito de Campinas, os índices de internações em UTI covid estão se mantendo estáveis em torno de 70% em Campinas. “Por isso, está sendo possível fazer algumas transferências de leitos covid para outras enfermidades, como no caso da UPA Carlos Lourenço, que retomou nesta semana a sua função original”, disse.

 

 

Na semana passada, o Centro de Contingência do Coronavírus do Estado definiu que para passar à fase verde, a região precisa ter no máximo 40 internações por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, e no máximo 5 óbitos por 100 mil habitantes no mesmo período.

 

O último dado disponível do DRS de Campinas, do dia 27 de agosto, apontava 40,2 internações e 7,7 óbitos por 100 mil habitantes. Ou seja, é preciso reduzir o número de óbitos para que a região possa se enquadrar nos novos critérios e avançar para a fase verde.


Fase verde

Mesmo que avance para a fase verde o esporte não estará 100% liberado para retornar. Isto porque a retomada vai depender dos protocolos aprovados pelo Comitê de Contingência ao Combate do Coronavírus no Estado e também da liberação por parte das prefeituras locais.