Por Thiago Olim - Foto: Divulgação – Rodrigo Coca / Agência Corinthians

 

O Corinthians conseguiu uma importante vitória na noite desta quarta-feira, em cima do Athletico-PR, na Arena da Baixada por 1 a 0, com gol aos 51 minutos do segundo tempo. Os três pontos tiraram a equipe alvinegra da zona de rebaixamento e também findaram a série de cinco rodadas sem vencer no Campeonato Brasileiro.

 

Em entrevista coletiva após o jogo, Vagner Mancini exaltou a conquista logo na sua estreia à frente do time, e não deixou de apontar os problemas, como a queda física da equipe no segundo tempo.

 

“Não tenha dúvida que significou muito. Era uma vitória que buscávamos depois de um início de jogo bom, onde no primeiro tempo a equipe incomodou mais, já na segunda etapa, não. O time acabou afastando demais e deu muito campo ao Athletico. Óbvio que temos de corrigir, é o primeiro jogo, serve até como laboratório, análise, para que a gente possa detectar aquilo que tem de ser consertado, mas o fundamental foi vencer, diante de todos os problemas. Uma vitória que nos traz paz e foi extremamente comemorada no vestiário, porque nós sabemos como foi difícil, com um a menos após a expulsão do Bruno Méndez, a equipe foi lá, fez o gol e leva pontos valiosos nessa aluta para sair da situação desconfortável que nos encontramos”, disse.

 

Quando questionado sobre a possibilidade de Cássio não voltar como titular no próximo domingo, contra o Flamengo, Mancini não cravou nenhuma escalação. “O Walter fez um belo jogo, realmente, na minha opinião foi o melhor em campo disparado, em todos os sentidos, pela liderança, boas defesas. É tudo muito cedo, muito novo, temos de analisar todas as possibilidades, Cássio também é um grande goleiro, felizmente temos dois ou até quatro bons goleiros, e no momento que for necessário a troca ou a entrada de um jogador que não vinha jogando, vamos ter. Isso mostra a qualidade do elenco. Se algum outro atleta hoje teve um desempenho melhor do que vinha tendo, ótimo, porque queremos recuperar todos os jogadores”.