Árbitro da pior derrota sofrida em Jundiaí pelo Galo neste século, deixa TV


Por Thiago Olim - Foto: Divulgação

 

O ex-árbitro Márcio Rezende Freitas deixou o cargo de comentarista de arbitragem do Grupo Globo, onde atuava desde 2006, principalmente nas transmissões dos clubes mineiros e, mais recentemente, na Central do Apito, em jogos regionais e nacionais nos canais Globo e SporTV. Ele é de triste lembrança para o torcedor do Paulista, pois ele apitou a pior derrota do Paulista neste século, em Jundiaí.

 

Em 23 de novembro de 2002, Márcio Rezende apitou a derrota do Paulista para o Fortaleza por 6 a 1. Na época o Galo tinha o nome de Jundiaí. A partida foi pela partida de ida da semifinal da Série B do Campeonato Brasileiro.

 

Nesta derrota, Márcio mostrou um cartão vermelho: o atacante Robson, do Paulista. O jogador do Galo foi expulso por agrediu um adversário, Erandir, logo após o terceiro gol do Fortaleza na disputa para pegar a bola dento do gol. Neste jogo, Clodoaldo, pelo time cearense, fez três gols.

 

A decisão do Grupo Globo em dispensar Márcio Rezende é uma reformulação no quadro de comentaristas de arbitragem, concentrando os trabalhos na Central do Apito, em Rio e São Paulo, com Paulo César de Oliveira, Sandro Meira Ricci e Sálvio Spínola.

 

Márcio teve uma longa carreira na arbitragem, chegando ao quadro da FIFA, tendo participações nos Jogos Olímpicos de 1992, em Barcelona, e na Copa do Mundo de 1998, na França.

 

O ex-árbitro também esteve na Copa América de 2004 e e apitou diversas decisões nacionais, como a da Copa do Brasil de 1999 e os Campeonatos Brasileiros de 1995, decidido entre Santos e Botafogo, quando teve uma condução polêmica ao confirmar o gol ilegal de Túlio contra o Peixe. Em 1999, fez outra final de Brasileiro, entre Corinthians e Atlético-MG, mas desta vez sem grandes polêmicas.

 

Mas, o lance que marcou sua carreira foi em 2005, na “final” daquele Brasileirão de pontos corridos. A jogada que marcou foi quando Márcio não sinalizou um pênalti claro de Fábio Costa em Tinga, então no Internacional, diante do Corinthians, no Pacaembu. Detalhe: ele mostrou o segundo amarelo e o cartão vermelho ao atleta do time gaúcho por simulação. O resultado daquela partida poderia ter mudado o rumo do campeonato, vencido pela equipe paulista.

Árbitro da pior derrota sofrida em Jundiaí pelo Galo neste século, deixa TV Árbitro da pior derrota sofrida em Jundiaí pelo Galo neste século, deixa TV Reviewed by Thiago Batista on 20:36 Rating: 5