Por Thiago Olim

 

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) decidiu não realizar a edição de 2020 do Prêmio Brasil Olímpico, que escolhe anualmente os melhores atletas do país. Será a primeira vez que o prêmio não acontecerá desde que foi criado, em 1999. Neste ano, o tenista Gustavo Kuerten e a atleta do salto em distância Maureen Maggi foram eleitos os melhores do ano.

 

O cancelamento acontece depois que o calendário esportivo mundial foi sensivelmente afetado pela pandemia do novo coronavírus, com o cancelamento de competições, incluindo a Olimpíada de Tóquio, que estava prevista para acontecer em agosto e foi remarcada para 2021.