Por Redação Esporte Jundiaí - Foto: Divulgação

 

Em seu canal no YouTube, Neto (ex-atleta do Paulista – época do Etti Jundiaí em 1999) costuma comentar os acontecimentos do cotidiano nacional e mundial, entre eles o tema polêmico das possíveis vacinas contra a covid-19. O apresentador, que recentemente foi infectado pelo coronavírus, defendeu a vacinação obrigatória.

 

Quando questionado sobre a polêmica causada pela disputa política em relação à CoronaVac, vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituo Butantan, Neto ressaltou que o ambiente político não deve contaminar a procura pela vacina.

 

Vale lembrar que o presidente Jair Bolsonaro, além de contrário à vacinação obrigatória, mandou cancelar a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac.

 

“O mais importante é o ser humano. Eu topo. Se vier da China, tem que ser obrigatória para o mundo inteiro, para extinguir. Tem que ser obrigatório para o mundo inteiro”, frisou Neto.

 

“Na hora que vierem as doses, eu tomo as duas, principalmente da China. Não tem política, não tem partido, não tem direita nem esquerda. Eu tomo as vacinas”, finalizou.

 

Enquanto o tema da vacina segue como disputa, o Brasil contabiliza 157.981 mortes pela covid-19 e 5.440.903. casos da doença, até o momento, segundo o consórcio de veículos de comunicação.