Por Thiago Olim

 

A assessoria de comunicação da Federação Paulista de Futebol confirmou na manhã desta quinta-feira as suspensões de Paulista, Olímpia e Barretos das próximas competições organizadas pela entidade até o encerramento final do caso na justiça desportiva sobre supostas manipulações em jogos da Série A3 deste ano que ocorreram na 12ª rodada.

 

 A mensagem do departamento de comunicação da FPF diz o seguinte:

"A FPF suspendeu preventivamente Paulista, Olímpia e Barretos de se inscreverem em novas competições organizadas/coordenadas pela Federação Paulista de Futebol, até julgamento final do caso pela Justiça Desportiva"

 

 O Esporte Jundiaí trouxe na quarta-feira, período da noite, a informação da suspensão do Paulista por tempo indeterminado por parte da FPF para as próximas competições, como também de um atleta do Galo, por tempo indeterminado, por conta da suspeita de manipulação no resultado do jogo Paulista 2 x 3 Olímpia.

 

Nesta quinta-feira, o site GE.com traz lista de mais atletas suspensos, agora de dois do Olímpia e cinco do Barretos, sem divulgar os nomes. A decisão foi tomada com base nas imagens de jogos e de relatórios da empresa SportRadar, que faz monitoramento de padrões de apostas em sites. Os clubes e os jogadores podem apresentar recurso à FPF.

 

 Dois jogos da Série A3 têm resultado sob suspeita de manipulação, ambos da 12ª rodada, a primeira após a parada por conta da pandemia da covid-19: a goleada do Linense sobre o Barretos por 4 a 0 e a vitória do Olímpia sobre o Paulista por 3 a 2. O Linense não é considerado suspeito.

 

A punição aos clubes não os impede de participar da última rodada da A3, prevista para esse final de semana. Os atletas suspensos, porém, não poderão ser utilizados.

 

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo. Na última quarta-feira, o empresário William Pereira Rogatto foi ouvido em depoimento e teve o celular apreendido. Ele é suspeito de aliciar jogadores com a intenção de fraudar as partidas. Ele foi identificado por um jogador do Paulista, a quem teria oferecido R$ 5 mil para manipular o jogo contra o Desportivo Brasil, da 13ª rodada. O atleta registrou um Boletim de Ocorrência e entregou gravações e imagens à polícia.