Como o Paulista, o Barretos e Olímpia tiveram o seu julgamento adiado sobre a suspeita de manipulação de resultados na Série A3. O Barretos seria julgado na última quarta-feira, mas a presidente da 3ª comissão disciplinar, Sônia Andreotti Carneiro Frúgoli, deferiu o pedido de adiamento interposto pelo Barretos.  As informações dos adiamentos dos julgamentos de Paulista, Olímpia e Barretos já constam no site do TJD.

O julgamento do Barretos será no dia 25 de novembro, às 17h, na mesma 3ª comissão disciplinar. O Paulista será julgado no dia seguinte, dia 26, às 17h, na mesma 3ª comissão disciplinar. O julgamento do Olímpia será junto com o do Paulista e foi adiado, mesmo sem o clube entrar com um pedido.

Em setembro, a Drade (Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva) passou a investigar uma suspeita de manipulação de resultados em jogos da Série A3 estadual. Os jogos sob suspeita eram Barretos x Linense e Paulista x Olímpia, ambos pela 12ª rodada da primeira fase da competição.

Na época, o delegado César Saad solicitou à Federação Paulista de Futebol os relatórios das partidas. A SportRadar, empresa parceira da FPF, que monitora movimentações em bolsas de apostas, apontou as partidas como suspeitas.

A Federação Paulista de Futebol suspendeu preventivamente o Paulista, o Olímpia e o Barretos de se inscreverem em competições estaduais por causa do suposto envolvimento das equipes em casos de manipulação de resultados na Série A3 de São Paulo. Além dos clubes, oito jogadores também foram suspensos preventivamente: um do Paulista, dois do Olímpia e cinco do Barretos.

De acordo com os artigos em que foram enquadrados, clubes e jogadores podem ser punidos desde multa, que varia entre R$ 100 e R$ 100 mil, até a suspensão de participação em competições organizadas pela Federação Paulista de Futebol (FPF) por um ano.