O CAMGF, o famoso clube do w.o. de 2018 no Jayme Cintra, que o Esporte Jundiaí sequer cita o seu nome, sofreu neste sábado um dos seus maiores vexames na sua história na Série B1. E para o seu “grande rival”. O arquirrival de Mogi das Cruzes, o União Mogi venceu o time azul da cidade por 9 a 0. Isso mesmo, 9 a 0, na Série B1 do Paulistão (ninguém vai pedir para diminuir o tamanho do gol por conta deste placar?). O jogo ocorreu no estádio Nogueirão, como mando do CAMGF.

Marcaram os gols para o União Mogi: Rogério – três vezes, Vinícius – duas vezes, Victor Sabino, Wellinton, Kanu e Rafael. Nesta temporada o CAMGF disputou seis jogos e perdeu todos, com apenas dois gols anotados e agora 23 gols sofridos, sendo assim o pior time da ‘Bezinha’, por mais um ano seguido.

O União Mogi venceu pela segunda vez na temporada, após seis jogos disputados. As duas vitórias foram justamente contra o rival da cidade: no primeiro turno, como mandante, venceu por 2 a 0.


Por Thiago Batista de Olim