O Palmeiras estava desfalcadíssimo. Era um lote de desfalques. Dava impressão de ser uma “centena” (claro estamos exagerando). O banco de reservas foi montado quase que por garotos da categoria sub-20. Só que o time mostrou bastante força contra a adversidade e chegou abrir 2 a 0 contra o Ceará, no Castelão. Só que com um time desfalcado, era natural que o time não manteria uma boa exibição o jogo todo e no fim sofreu o empate por 2 a 2 nesta quarta-feira, mas o suficiente para se classificar para semifinal da Copa do Brasil, ao ganhar a série por 5 a 2.

O Palmeiras fez 2 a 0, com dois gols decisivos de Raphael Veiga. O primeiro em cobrança de penalidade aos 28 minutos, que ele mesmo sofreu. No 5º minuto do acréscimo do segundo tempo, Lucas Lima fez um belo passe para Veiga, que concluiu de letra. Um golaço e 2 a 0 para o Palmeiras.

No segundo tempo, o Ceará fez seus dois gols. Primeiro com Vina, aos 12 minutos; e Tiago Pagnussat, de cabeça, aos 17 minutos. O time cearense reclamou muito da arbitragem durante a etapa final, muito após a anulação de marcação de pênalti sobre Vina, após revisão do VAR. O atacante Leandro Carvalho, do banco de reservas, foi expulso, e recebeu o seu quarto cartão vermelho no ano.

No fim, o “desfalcado” Palmeiras comemorou mais uma ida para semifinal da Copa do Brasil, o que ocorreu pela última vez em 2018.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação – Cesar Greco / Palmeiras