O técnico Fernando Diniz (campeão da Copa Paulista pelo Paulista em 2011) não conseguiu explicar a eliminação do São Paulo, para o Lanús, na Copa Sul-Americana. Embora tenha vencido por 4 a 3 na noite desta quarta (4), o gol sofrido nos acréscimos do segundo tempo foi suficiente para tirar o Tricolor da competição internacional. Na visão do treinador, algumas coisas do futebol não podem ser explicadas, mas destacou que o time precisa ter mais consistência ao longo desta temporada.

"Temos que ter certa humildade para saber que tem coisas que a gente não consegue explicar. Posicionamos mal, aconteceram várias coisas. Não poderia ter tomado gol e tomou", afirmou o treinador, visivelmente incomodado com a forma como o São Paulo se despediu da Copa Sul-Americana.

Depois de ficar atrás do marcador em duas oportunidades, o Tricolor foi buscar o resultado no segundo tempo e virou o jogo no fim do segundo tempo. Menos de dois minutos depois, no entanto, a defesa sofreu o terceiro gol do Lanús e - por conta do critério do gol qualificado fora de casa - a equipe do Morumbi acabou eliminada. É a terceira queda do clube na temporada, que já adeus ao Paulistão e à Copa Libertadores.

"É um time competente, é um time que se entrega na maior parte do jogo. Precisa ser mais consistente e se entregar totalmente do início ao fim do jogo. A minha maior queixa é isso: tínhamos muito mais para fazer no primeiro tempo, assim como fizemos no segundo. Precisamos ser intensos do início ao fim, assim como fizemos contra o Flamengo", explicou Diniz, defendendo o trabalho feito no CT da Barra Funda.

O São Paulo volta a atuar no próximo sábado, às 19h, pelo Campeonato Brasileiro. No restante da temporada, o Tricolor tenta o título nacional e também da Copa do Brasil - competição em que o clube está classificado para as quartas de final.

 

Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação