Guilherme Salas teve um final de semana brilhante. Um sábado onde conquistou o segundo lugar da bateria única da 10ª etapa. O domingo foi mais especial: ele foi o melhor piloto da primeira bateria da 11ª etapa. Ele venceu a primeira prova, a mais importante das duas baterias, em Goiânia, resultado que coloca ele diretamente na luta pelo título da temporada da Stock Car. Com 190 pontos, Salas está 48 pontos atrás do líder Thiago Camilo.

A última etapa da Stock Car será em 13 de dezembro, em Interlagos, com uma única etapa e bateria. Só que a pontuação é dobrada – o vencedor conquista 60 pontos, mais do que suficiente para Guilherme Salas ter chance de ser o campeão geral da principal categoria do automobilismo brasileiro.


Segundo melhor tempo no quali

O piloto jundiaiense conquistou no treino, mais cedo, o segundo melhor tempo, com 1min28seg107, menos de 200 centésimos do pole Allam Khodair.


A 1ª bateria

Na corrida, ele provocou uma briga entre os quatro primeiros, usando o push (um botão que faz o carro ganhar mais velocidade). A briga foi entre o jundiaiense, Khodair, Diego Nunes e Bruno Baptista. Na quarta volta, Bruno Baptista e Allam Khodair se tocaram, Salas segurou o carro na pista e disparo.

Na abertura dos boxes, após 12 minutos de prova, a equipe Salas desta vez não cometeu erros e fez o simples: apenas trocou pneus e voltou em primeiro, abrindo seis segundos sobre o segundo colocado Diego Nunes, e assim partiu para o triunfo em Goiânia.

Enfim ele subiu no lugar mais alto do pódio, após bater na trave em Curitiba por dias vezes e no sábado em Goiânia.


2ª bateria

Na segunda bateria, largando em 10º, Salas não conseguiu terminar a prova, devido a uma pane seca no momento que iria entrar nos boxes. Pane seca que tirou a vitória de Rubens Barrichelo na última volta para Allam Khodair. Rubinho na linha de chegada ainda foi ultrapassado por Nelsinho Piquet, que assim foi o segundo.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação